*
 

O alemão Nico Rosberg voou baixo no treino classificatório do GP de Cingapura, neste sábado, e garantiu com facilidade a pole position para a prova que acontecerá no domingo. No circuito de Marina Bay, o alemão da Mercedes completou a melhor volta em 1min42s584 e conseguiu a primeira colocação no grid, que promete colocar fogo de vez no Mundial de Fórmula 1.

Não bastasse ter levado a melhor na atividade, Rosberg ainda viu seu companheiro de equipe e principal rival, Lewis Hamilton, marcar apenas o terceiro tempo do dia, que lhe fará largar na segunda fila. Isso porque o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, surpreendeu e conseguiu a segunda colocação na sua última tentativa na pista.

O resultado não poderia ser melhor para Rosberg, vice-líder do Mundial de Pilotos com 248 pontos, dois atrás do líder Hamilton. Vindo de duas vitórias consecutivas, na Bélgica e na Itália, o alemão, com a pole, vai para a prova deste domingo, às 9 horas (de Brasília), com o favoritismo e com grandes chances de recuperar a ponta da tabela.

Se Rosberg pôde comemorar, os pilotos brasileiros não tiveram motivos para festa neste sábado. Felipe Nasr mais uma vez ficou de fora logo no Q1 e sairá somente na 18.ª posição, após marcar 1min46s860. Já Felipe Massa parou no Q2 e vai largar em 12.º. Neste sábado, o piloto da Williams fez sua volta mais rápida em 1min44s991.

O Q1 deste sábado trouxe uma grande surpresa com a queda de Sebastian Vettel. Vencedor do GP de Cingapura no ano passado, quando também cravou a pole no treino de classificação, o piloto da Ferrari desta vez sofreu com um problema mecânico em seu carro, ficou quase cinco segundos atrás dos primeiros colocados e terminou na última colocação.

O dia, mais uma vez, também não foi bom para Felipe Nasr. O brasileiro sofreu novamente com o baixo nível de sua Sauber, cravou somente o 18.º tempo e ficou de fora do Q2. Para piorar, seu companheiro de equipe, Marcus Ericsson, avançou após ser quatro décimos mais rápido que Nasr.

Se um brasileiro já havia ficado de fora, o outro também disse adeus no Q2. Felipe Massa marcou o 12.º tempo com sua Williams e reclamou bastante por considerar que alguns pilotos fizeram as melhores voltas com a bandeira amarela, após acidente de Romain Grosjean.

A direção de prova, no entanto, não ouviu os apelos do brasileiro e da Williams e considerou normal o resultado. Por conta do choque de Grosjean na barreira de pneus, o Q3 foi atrasado em 10 minutos, para que a organização pudesse arrumar o local atingido pelo carro do francês.

No Q3, esperava-se mais uma intensa disputa entre as Mercedes de Rosberg e Hamilton, mas o alemão tratou de acabar com esta expectativa logo de cara. Conseguiu uma incrível volta de 1min42s584. Para se ter uma ideia, a marca foi mais de um segundo melhor que a de Vettel no ano passado, quando conseguiu a pole com 1min43s885.

Hamilton decepcionou e ficou sete décimos atrás de seu companheiro. E não só perdeu a pole, como com o cronômetro já zerado viu Ricciardo também ultrapassá-lo. O australiano surpreendeu e se meteu no meio das Mercedes com o tempo de 1min43s115, contra 1min43s288 do inglês.

Confira o grid de largada do GP de Cingapura:

1º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min42s584
2º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min43s115
3º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min43s288
4º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min43s328
5º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min43s540
6º – Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), 1min44s197
7º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min44s469
8º – Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min44s479
9º – Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1min44s553
10º – Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min44s582
11º – Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min44s740
12º – Felipe Massa (BRA/Williams), 1min44s991
13º – Jenson Button (ING/McLaren), 1min45s144
14º – Esteban Gutiérrez (MEX/Haas), 1min45s593
15º – Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min45s723
16º – Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min47s827
17º – Kevin Magnussen (DIN/Renault), 1min46s825
18º – Felipe Nasr (BRA/Sauber), 1min46s860
19º – Jolyon Palmer (ING/Renault), 1min46s960
20º – Pascal Wehrlein (ALE/Manor), 1min47s667
21º – Esteban Ocon (FRA/Manor), 1min48s296
22º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min49s116

 

 

COMENTE

F1
comunicar erro à redação