*
 

A companhia Giradança, de Natal (RN), tem uma peculiaridade: ela reúne entre seus bailarinos pessoas com e sem deficiência. Desafiando os limites de cada um, o grupo busca levar à dança uma linguagem própria, voltada para o corpo como ferramenta de experiências.

Proposta parecida traz o Projeto Pés — Teatro-Dança Para Pessoas com Deficiência (foto no alto), daqui mesmo do Distrito Federal. Projeto de extensão da Universidade de Brasília (UnB), ele é aberto a pessoas de qualquer idade, com ou sem deficiência, que se interessem pela prática e pesquisa da dança.

Não por coincidência, os dois grupos apresentam espetáculos na cidade nos próximos dias. Ambos integram a programação do MID – Movimento Internacional de Dança. A intenção da curadoria foi alinhar o festival — que segue até o próximo dia 25/10 — com as políticas de inclusão do mundo contemporâneo.

Limitações proibidas
Mais recente experiência do Giradança, “Proibido Elefantes” terá sessão única no Teatro 1 do Centro Cultural Banco do Brasil, nesta quarta-feira (19/10), às 20h. O título refere-se à limitação de acesso do animal que serve como meio de transporte na Índia, mas que causaria enormes transtornos em outras localidades.

No entanto, no espetáculo, o que se proíbe é o olhar que ressalta as limitações ou põe em dúvida a capacidade do sujeito frente à adversidade. “A ideia aqui é apostar no olhar do sujeito sobre si e sobre o mundo em que vive como elemento ressignificador e instaurador de realidade”, descreve o grupo.

“Similitudo” poderá ser visto sexta-feira (21/10) e sábado (22/10) no Teatro Paulo Autran, do Sesc Taguatinga Norte. As questões do convívio social no cotidiano, que acaba por moldar padrões de movimento, de relacionamento e até de sensibilidade, é a matéria-prima do espetáculo.

Proibido Elefantes
Dia 19/10 (quarta), às 21h no Centro Cultural Banco do Brasil (Setor de Clubes Esportivos Sul). Entrada franca. Não recomendado para menores de 12 anos.

Similitudo
Dias 21/10 (sexta) e 22 /10 (sábado), às 20h, e 23/10 (domingo), às 19h, no Teatro Sesc Paulo Autran (CNB 12, Área Especial 2/3, Taguatinga Norte). Ingressos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) Classificação indicativa livre.

 

 

COMENTE

Projeto PÉSgiradançasimilitudoproibido elefantes
comunicar erro à redação