*
 

Entre os dias 14 e 19 de novembro, o Distrito Federal recebe a primeira edição do Favela Sounds — Festival Internacional de Cultura de Periferia, que vai ter rodas de bate-papo, oficinas e, sobretudo, muita música. Tudo com entrada franca.

Não por coincidência, o Favela foi marcado para novembro: é quando se comemora o Mês da Consciência Negra. Entre as atrações musicais, prevalece, como o nome do evento indica, os ritmos e gêneros musicais que surgiram nas periferias dos grandes centros, como o funk e o hip-hop.

A Um Nome Produção e Comunicação, realizadora do festival, divulgou nesta segunda-feira (17/10) a programação completa, ainda sem horários e todos os locais das atrações. Mas é certo que elas vão se espalhar pelo Museu da República e espaços de Mestre d’Armas, Samambaia, São Sebastião e Ceilândia, divididas em três etapas:

Ralação
Oficinas profissionalizantes de música, moda, grafite e dança dirigidas a alunos já envolvidos com os temas propostos, apresentando a eles outras abordagens dentro de cada linguagem artística. Locais ainda não anunciados. Serão ministradas em Mestre d’Armas, Samambaia, São Sebastião e Ceilândia.

Papo Reto
Serão três debates (no Auditório 2 do Museu da República), coordenadas pelo mestre em antropologia urbana Dennis Novaes. “De Baile em Baile” tratará da economia cultural na favela; “É Som de Preto, de Favelado”, de representatividade na produção cultural de periferia, e “A P* da B* É Minha” discute arte e performances de gênero nas quebradas.

O Baile
Reúne em dois dias uma série de shows na Praça do Museu da República. No primeiro tocam DJ Chokolaty (DF), trio Duafe (DF), MC Carol (RJ — foto no alto da página), Gang do Eletro (PA), Rincón Sapiência (SP — no vídeo acima) e DJ Attoxxá (BA). No segundo, DJ Chokolaty (DF), Vera Verônika (DF), DJ Waldo Squash (PA), Cidinho e Doca (RJ), DJ Byano/Baile da Chatuba (RJ), Araketu (BA) e DJ Ketchup (Angola).

Favela Sounds — Festival Internacional de Cultura de Periferia
De 14/11 a 19/11, no Museu da República e espaços de São Sebastião, Ceilândia, Samambaia e Recanto das Emas. Todas as atividades são gratuitas. Para as oficinas, é necessário realizar inscrição, que estará disponível a partir do dia 25/10, no site oficial do evento. Para os shows, é necessário retirar um ingresso sem custo também pelo site, na mesma data. Classificação indicativa livre.

 

 

COMENTE

de graçafavela soundscultura de periferiamês da consciência negra
comunicar erro à redação