*
 

O brasiliense Caio Gonçalves, de apenas 8 anos, é um roqueiro fanático. O amor é pelo rock, mas o menino tem uma banda predileta: o Capital Inicial. Sem a menor cerimônia, ele declara que seu maior sonho é conhecer Dinho Ouro Preto, Flávio Lemos, Fê Lemos e Yves Passarell. A mãe, Rebecca, lançou então uma campanha para ajudá-lo a se encontrar com os músicos.

O desejo pode se realizar em 24 de março, na Bamboa Brasil, quando o Capital Inicial faz show em Brasília. A censura do espetáculo é 18 anos, por isso, Rebecca publicou no Facebook um pedido para que os cantores da banda, formada em Brasília, recebam o filho antes de subir ao palco. “A equipe da casa disse que é inadequado para um menino de 8 anos, mas o ideal seria se encontrarem antes da apresentação.”

O amor de Caio pelo Capital Inicial surgiu de forma espontânea, a partir das músicas que ouviu. “Não tem ninguém da família roqueiro de verdade, só o Caio ama o estilo”, revela Rebecca. O garoto faz aula de guitarra e, no ano passado, escolheu a banda brasiliense como tema da festa de aniversário. Ele também curte as bandas AC/DC e Guns N’ Roses.

Em 2016, o sonho do menino bateu na trave. Caio foi ao show do grupo no Net Live. Acompanhado de Rebecca, chegou cedo, mas não conseguiu convencer os seguranças a deixá-lo entrar no camarim. “Ele ficou meio triste, porém, continua muito fã do Capital”, revela a mãe.

O Capital Inicial é uma banda ícone do rock nacional. Nascida em Brasília, nos anos 1980, na época em que a cidade ostentava o título de capital do rock, o grupo gravou 18 álbuns, seis DVDs e acumula prêmios e milhares de discos vendidos.

 

 

COMENTE

criançaBamboarockcapital inicialCaio GonçalvesRebecca Gonçalves
comunicar erro à redação