*
 

Desta quinta-feira (1º/9) até sábado (3/9), na área externa do Shopping CasaPark, um grupo de artistas plásticos vai usar carcaças de carros para produzir obras de arte. Entre os convidados para a ação estão Siron Franco, Lourenço de Bem, Toninho de Souza, Paulo Maurício, CidaLemos e os grafiteiros Pedro Sangeon e Thales Fernando

A intervenção Cerrado: Berço das Águas pretende chamar a atenção para a necessidade de preservação e conscientização ambiental. “A ideia é fazer uma arte-denúncia, sair do convencional e mostrar que é possível ter uso de plataformas diversas para a arte, inclusive dando dignidade ao lixo”, explica Odécio Rossafa, curador e um dos organizadores do evento.

As carcaças utilizadas na intervenção foram recicladas pela Cooperativa Sonho de Liberdade, que fica na Cidade Estrutural, formada por egressos do sistema penitenciário da Papuda. Os artistas participantes têm toda liberdade para criar a partir de ônibus, kombis, fuscas, Brasílias, entre outros modelos.

As obras serão produzidas ao vivo, entre 12h e 19h, na quinta e na sexta. No sábado, às 16h, o resultado será exposto num evento que contará com música de DJs e food trucks. O evento serve como prévia para a 1ª Feira de Arte Contemporânea Raro, prevista para acontecer no mesmo local, entre 3 e 12 de novembro.

Dentro de um veículo, serão instaladas telas de computadores que transmitirão imagens das queimadas no Cerrado, convidando o público à reflexão. Esta obra será do artista plástico reconhecido no Brasil e no exterior, Siron Franco (GO).

Cerrado: Berço das Águas
De 1º/9 (quinta) a 3/9 (sábado), das 12h às 19h — apresentação das obras, no sábado, às 16h. No estacionamento frontal externo ao shopping CasaPark (Via Epia, Guará). Entrada franca. Classificação indicativa livre. 

 

 

COMENTE

meio ambientecasaparkcerrado berço das águas
comunicar erro à redação