*
 

Esculturas-objetos de caráter híbrido e obras bidimensionais realizadas em cobre, terra vermelha, vidro e pedras compõem a mostra “Vãos — Ensaios Para um Utopia Mutável”, que a artista visual Adriana Vignoli inaugura neste sábado (8/10) no Elefante Centro Cultural (706 Norte).

Formada em arquitetura e mestre em artes visuais pela Universidade de Brasília, Adriana chega à segunda individual com um caminho bem pavimentado — a primeira foi “Suspensões e Deslocamentos”, em 2011, na Galeria Espaço Piloto da UnB.

Sua poética de coisas “autônomas e utópicas” tem conquistado os jurados de concursos como o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, em 2015. Este ano, ela esteve entre os indicados ao Pipa, importante termômetro da arte contemporânea brasileira, e ficou na terceira colocação no Salão Mestre D’armas, realizado pelo Museu Histórico de Planaltina.

Reflexão sobre o tempo e o espaço
Em “Vãos — Ensaios Para uma Utopia Mutável”, Adriana Vignoli propõe uma reflexão sobre o tempo e o espaço que habitamos por meio dos materiais presentes no dia a dia, como o vidro, a terra, a pedra e o metal. Dessa forma, constrói peças que transitam por temáticas como tempo, paisagem e arquitetura.

“Vaõs” tem curadoria de Manuel Neves e ensaios de Graça Ramos e Bia Dias. A mostra está sendo realizada com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

“Vãos — Ensaios Para uma Utopia Mutável”
Abertura dia 8/10 (sábado), às 19h. Em cartaz até 5/11. Segunda a sábado, das 14h às 18h30. No Elefante Centro Cultural (706 Norte, entre os blocos B/C, Loja 45, 3541-3146). Entrada franca. Classificação indicativa livre.

 

 

COMENTE

artes visuaisadriana vignolielefante centro cultural
comunicar erro à redação