*
 

Presente principalmente em regiões como Ceará, Pernambuco e Paraíba, as bandas de pífanos costumam estar presentes em festas populares. Em Brasília, Francisco Gonçalo da Silva, ou o Mestre Zé do Pife, é responsável por manter essa tradição e renovar a seu cenário.

Morador de Brasília desde 1993, ele compartilha seu conhecimento em escolas, praças e na Universidade de Brasília onde fez e faz muitos seguidores — como as bandas Zé do Pife e As Juvelinas e As Meninas do Juá.

Na UnB, o mestre de 73 anos, ensina pífano e outros instrumentos, como zabumba, triângulo e pandeiro, além de mostrar como fazer o instrumento de sopro. Desde 2014, ele não tinha um vínculo formal com a universidade e ensinava sua arte de maneira espontânea, na área em frente ao Instituto Central de Ciências (ICC).

A partir do dia 2/9 (sexta), as oficinas de Seu Zé passarão a ser um projeto de extensão na UnB. O Curso de Banda de Pife, terá salas e horários fixos, acontecendo no Departamento de Música até o dia 28/10, todas as quartas e sextas, das 12h às 13h30. A atividade oferece créditos para alunos da universidade.

Curso de Banda de Pife na UnB
De 2/9 (sexta) a 28/10 (sábado). Quartas e sextas, das 12h às 13h30. No Departamento de Música da UnB (Campus Darcy Ribeiro, Asa Norte). Valor: R$ 80 (estudantes da UnB) e R$ 120 (comunidade).

 

 

COMENTE

UnBZé do PifePífano
comunicar erro à redação