*
 

A sétima edição da Feira Internacional de Arte do Rio de Janeiro (ArtRio) começou hoje (14/9) e vai até domingo (17/9).

Uma das novidades deste ano é que a feira será realizada na Marina da Glória, localizada no Parque do Flamengo. As seis edições anteriores foram realizadas na Praça Mauá, na zona portuária. “A Marina [da Glória] está revitalizada, preparada para receber eventos pós-Olimpíada”, disse a presidente da ArtRio, Brenda Valansi.

Este ano, 74 galerias de arte e design nacionais e estrangeiras participam da feira. Todas foram selecionadas por um comitê no início do ano. Porém, em função da crise econômica, a presidente da ArtRio informou que apenas sete galerias internacionais foram escolhidas. “Eu foquei em galerias brasileiras e a internacionalização pelo lado do comprador. A gente trouxe cerca de 60 colecionadores estrangeiros para vir ver os nossos artistas brasileiros”.

Todas as obras em exposição estão à venda. Os preços iniciais são de R$ 1,5 mil e podem chegar a “milhões de reais”. “É para todo mundo. É uma grande experiência para quem vem adquirir ou quem vem apenas apreciar”.

Na  edição do ano passado, a feira atraiu 49 mil visitantes. Este ano, Brenda Valansi disse que a ideia é bater esse número. Ela acredita que pelo menos 50 mil pessoas visitarão a feira.

Este ano, a ArtRio terá a primeira edição do projeto MIRA, dedicado inteiramente ao videoarte, feito em parceria com a Fundação Iberê Camargo. Outro programa estreante no evento é o Palavra, com curadoria da poetisa e artista plástica Claudia Sehbe. A intenção é mostrar como a palavra escrita e falada influencia nos diferentes aspectos de criação da arte.

 

 

COMENTE

arte contemporâneaArtRio
comunicar erro à redação