*
 

“Joaquim”, novo filme do diretor brasileiro Marcelo Gomes, foi selecionado para a mostra competitiva oficial do Festival de Berlim (9 a 19 de fevereiro). O longa deve estrear nos cinemas ainda em 2017.

Com um roteiro que mistura relato histórico e ficção, o longa reimagina a trajetória do revolucionário inconfidente Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. Julio Machado (“Velho Chico”) interpreta o personagem principal.

Filmado em Diamantina (Minas Gerais), “Joaquim” parte de um momento específico na vida de Tiradentes para depois mostrar suas atitudes anticolonialistas. A serviço da coroa portuguesa, o protagonista desbravou Minas em busca de contrabandistas de ouro. As viagens e expedições deram origem às primeiras cidades do interior do Brasil.

REC Produtores/Ukbar Filmes/Divulgação

Julio Machado vive o protagonista de “Joaquim”: de comandado da coroa portuguesa a revolucionário anticolonialista

 

Coprodução entre Brasil, Espanha e Portugal, “Joaquim” também reúne Isabél Zuaa, Nuno Lopes, Rômulo Braga, Welket Bungué e Karai Rya Pua no elenco principal. Conhecido por “Cinema, Aspirinas e Urubus” (2005), Marcelo Gomes venceu o Festival de Brasília em 2012 com “Era uma Vez Eu, Verônica” (2012). O prêmio foi dividido com “Eles Voltam” (2012), do conterrâneo Marcelo Lordello.

Seleção de Berlim 2017
Além de “Joaquim”, o Festival de Berlim anunciou outros seis filmes que participam da mostra competitiva. O destaque é “On the Beach at Night Alone”, novo longa do cultuado diretor sul-coreano Hong Sang-soo, que em 2016 teve “Certo Agora, Errado Antes” lançado em algumas praças brasileiras (não estreou em Brasília) e exibição de “Você e os Seus” no Festival do Rio.

Candidatos a blockbuster em 2017, “Logan”, última encarnação de Hugh Jackman como o super-herói Wolverine, e “T2”, sequência de “Trainspotting” (1996), ganham sessões de première antes da estreia no circuito. O evento divulga a programação completa em 31 de janeiro.

 

 

COMENTE

festival de berlimmarcelo gomesjoaquim filmeberlinale
comunicar erro à redação