*
 

O Cine Brasília abriga a partir desta quinta-feira (13/10) uma mostra de cinema japonês com foco bem específico. “Mostra de Cinema Japonês — Convivendo Com a Natureza” tem como pano de fundo a vida no campo e o contato com a natureza.

Assim foram selecionados quatro longas ambientados no Japão rural — todos produções lançadas de 2014 para cá. Completando a programação, uma comédia urbana, “Amor às Cegas”, terceiro longa do diretor Masahide Ichii.

Daisaku Shimura, diretor de “Escalando Para a Primavera” (foto no alto), que abre a mostra, é um experiente roteirista que se aventura pela segunda vez na direção de um longa. Suzuki Matsuo, que assina “Um Adeus ao Jinu”, também estreou como diretor depois de fazer nome em outra função, a de ator.

Mas é possível que os frequentadores assíduos do circuito alternativo lembrem de Shinobu Yaguchi. No Brasil já passaram filmes dele, como “Voo Feliz” (2008) e “Muita Adrenalina” (1999). Agora, o público daqui terá a chance de conferir “Wood Job”, seu penúltimo filme.

Fechando a lista de diretores, Shuichi Okita comparece com a comédia  dramática “Vamos Ver a Cachoeira”, seu quinto longa.

Todas as sessões da “Mostra de Cinema Japonês — Convivendo Com a Natureza” têm entrada franca. e classificação indicativa livre. Confira a programação.

Quinta-feira (13/10), às 19h
“Escalando Para a Primavera”, de Daisaku Kimura (“Haru wo Seotte”, 2014, drama)
Jovem executivo do mundo das finanças tem que retornar ao local de origem, as montanhas de Tateyama, após a morte do pai. Lá, vê-se obrigado a assumir o comando dos negócios paternos e tenta se readaptar à vida difícil nas montanhas.

Sexta-feira (14/10), às 19h
“Um Adeus ao Jinu”, de Suzuki Matsuo (“Jinuyo Saraba”, 2015, comédia)
Com uma doença que o faz desmaiar toda vez que toca em cédulas, ex-bancário muda-se para o vilarejo de Kamuroba a fim de levar uma vida em que não precise de dinheiro. Até que o um homem suspeito aparece no povoado.

Sábado (15/10), às 17h
Wood Job, de Shinobu Yaguchi. (“Wood Job”, 2014, comédia)
Depois ser reprovado nas provas de admissão da faculdade e perder a namorada, jovem decide se candidatar a uma vaga de trainee para aprender silvicultura. Assim, vai parar em uma vila, onde tem um instrutor rude e um trabalho duro, sujo e perigoso.

Domingo (16/10), às 17h
“Vamos Ver a Cachoeira”, de Shuichi Okita.(“Taki wo Mini Iku”, 2014, comédia)
Sete senhoras, com idade entre 40 e 80 anos, se aventuram em uma excursão nas montanhas para visitar as termas, admirar as cores do outono e ver uma cachoeira mística. No meio do passeio o guia que cuidava do grupo desaparece.

Segunda-feira (17/10), às 19h
“Amor às Cegas”, de Masahide Ichii (“Hakoiri Musuko no Koi”, 2013, comédia romântica).
Um desajeitado e introvertido rapaz de 35 anos, funcionário da prefeitura, é um desastre no convívio social. Incapaz de fazer amigos e sua vida se resume em ir do trabalho para casa. Preocupados, seus pais tentam arrumar um casamento para ele uma moça cega.

 

 

COMENTE

de graçacine brasíliamostra de cinema japonês
comunicar erro à redação