*
 

A greve dos vigilantes foi encerrada na noite de terça-feira (11/10), após o depósito dos vencimentos dos trabalhadores, que estavam atrasados desde a última sexta-feira (7). Segundo o sindicato da categoria, o GDF repassou cerca de R$ 14,5 milhões para as três empresas responsáveis pela segurança nas unidades de saúde do DF – Ipanema, Brasília Segurança e Confederal.


Com isso, nesta quarta-feira (12), os 2,7 mil trabalhadores voltaram a assumir os postos nas unidades públicas de saúde do DF. Os trabalhadores cruzaram os braços às 7h de segunda-feira (10).

Devido à greve, a Secretaria de Saúde chegou a alterar o horário de visitas aos pacientes no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), a maior unidade de saúde da capital.  Além disso, também reduziu o número de pessoas autorizadas a entrar em cada unidade.

Mas, a partir desta quarta, o horário de visitação volta ao normal: das 11h às 17h, nos andares do prédio internação; das 14h às 17h, no pronto-socorro; das 16h às 17h, na UTI; e das 15h às 16h, no centro cirúrgico.

 

 

COMENTE

Grevevigilantes
comunicar erro à redação