*
 

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) cassou 719 carteiras de habilitação em 2016, um aumento de 72% em comparação com o ano anterior. A quantidade de CNHs suspensas também teve um aumento relevante, de 3.458 para 5.050, ou seja, 46%.

Entre os principais infratores estão os motoristas que insistem em dirigir sob efeito de álcool, os apressadinhos (excesso de velocidade) e aqueles que conduzem suas motos sem habilitação e os equipamentos obrigatórios, como o capacete.

No ano passado, por exemplo, 3.205 carteiras foram suspensas por alcoolemia. Em 2015, o número era de 1.583, diferença de 102%. Dos 17.989 processos diversos abertos contra motoristas infratores no órgão, apenas 4.967 foram favoráveis à defesa dos usuários.

A expectativa do Detran para 2017, é de que o número de processos analisados chegue ao dobro do registrado este ano. Isso porque o órgão será o primeiro a adotar o home office, que permitirá a servidores de alguns setores a trabalharem em casa.

O sistema valerá, inicialmente, para a Gerência de Penalidades, setor responsável por analisar os processos referentes à Lei Seca. De acordo com a autarquia, os funcionários que aderirem ao teletrabalho terão metas de desempenho pelo menos até 15% superiores às previstas.

 

 

COMENTE

Detrancnh
comunicar erro à redação