*
 

O secretário-chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio, e o secretário de Fazenda do DF, João Antônio Fleury, se reuniram com sindicalistas nesta sexta-feira (18/11) para mostrar as contas públicas da capital federal. O objetivo da dupla era reforçar para o funcionalismo que, por ora, é impossível pagar a terceira parcela do reajuste salarial prometido às categorias em outubro do ano passado.

Aos presentes, Fleury, afirmou que não há perspectiva do pagamento da parcela até o fim do ano por falta de dinheiro em caixa. As justificativas foram criticadas por sindicalistas, que também reclamaram de atrasos no pagamento do 13º salário e de horas extras.

A diretora do Sindicato de Auxiliares e Técnicos em Enfermagem, Josy Jacob, reiterou ainda a precariedade das condições de trabalho para servidores do GDF: “Tudo bem, não tem dinheiro, beleza. Eu não vou mais questionar questões financeiras. Porém, o senhor secretário precisa chamar o sindicato para conversar pelos menos sobre as nossas condições de trabalho”, afirmou na reunião.

 

 

COMENTE

GDFreajuste salarialreuniãosindicalistasterceira parcela
comunicar erro à redação