*
 

A sexta-feira (16/9) promete trazer mais um capítulo importante na queda de braço entre a Polícia Civil e o Governo do Distrito Federal (GDF). Está marcada para as 14h, uma audiência entre os policiais e representantes do Executivo, no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). A expectativa é que os dois lados consigam chegar a um acordo, colocando um ponto final na Operação Legalidade, implementada desde o dia 4 julho pela PCDF.

Logo depois, o Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) convoca toda a categoria para uma Assembleia Geral Extraordinária, na Praça do Buriti. Isso porque o Sinpol acredita que terá uma nova proposta de aumento salarial do GDF para colocar em votação. Caso a oferta seja rejeitada, novas ações deverão ser implementadas pelos policiais.

Esta semana, os sindicalistas já subiram o tom na tentativa de pressionar o governo para que dê o aumento pedido pela categoria — 37%, igualando assim ao salário da Polícia Federal. Os policiais civis alteraram o horário de 21 delegacias que funcionavam 24 horas, segundo a própria corporação. Agora, apenas 10 delegacias estão de plantão, as demais estão abertas das 12h às 17h.

 


 

COMENTE

Polícia CivilTJDFTGDFOperação Legalidade
comunicar erro à redação