*
 

Professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (Face) da Universidade de Brasília (UnB) estão usando outros espaços do campus para aplicar as provas finais do semestre. Na tarde de segunda-feira (28/11), estudantes foram flagrados respondendo os exames no chão do prédio da Face, por falta de salas disponíveis para uso.

Desde o último dia 31, grupos ocupam diversos prédios da UnB nos campi Darcy Ribeiro (Plano Piloto) e Planaltina. Eles protestam contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, em tramitação no Senado, que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos. Além disso, eles se posicionam contra a reforma do ensino médio e os projetos Escola Sem Partido.

A assessoria de imprensa da UnB informou que, como não há salas desocupadas na faculdade, os professores estão aplicando provas em auditórios e outros espaços para tentar minimizar o prejuízo e evitar que os alunos percam o semestre.

Na última quarta-feira (23), A Justiça Federal suspendeu, por 15 dias corridos, o processo de desocupação da UnB. A decisão atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), que pediu uma discussão mais profunda sobre o tema.

Soluções
De acordo com a UnB, a nova gestão está empenhada em encontrar soluções pacíficas para a instituição e manter o diálogo construtivo com toda a comunidade acadêmica. Nesta quinta-feira (1°/12), o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) se reunirá para determinar o futuro do calendário acadêmico.

 




 

COMENTE

FaceocupaçãoUnB
comunicar erro à redação