*
 

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recomendou ao Governo do Distrito Federal que os delegados e os agentes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), que estão cedidos para outros órgãos, retornem aos quadros da corporação. O documento, assinado por Maria Rosynete de Oliveira Lima, procuradora distrital dos Direitos do Cidadão, diz que o governo deve fazer a “adequação da alocação de Delegados de Polícia e Agentes de Polícia nos demais compartimentos e estruturas da Polícia Civil do DF, na medida e tanto quanto necessário para restabelecer o pleno funcionamento das Delegacias de Polícia Circunscricionais em regime de plantão”. O MPDFT fixa um prazo de 10 dias para a adoção dessas medidas pelo GDF.

Confira o trecho da recomendação:
“Providencie, o retorno para a Polícia Civil do DF, de Delegados de Polícia e Agentes de Polícia, revogando os atos de cessão e nomeação dos referidos servidores públicos, que estão ocupando cargos administrativos em Secretarias ou outras unidades do Poder Executivo do Distrito Federal, e realize a adequação da alocação de Delegados de Polícia e Agentes de Polícia nos demais compartimentos e estruturas da Polícia Civil do DF, na medida e tanto quanto necessário para restabelecer o pleno funcionamento das Delegacias de Polícia Circunscricionais em regime de plantão”

Desde agosto, a Polícia Civil realiza a Operação Legalidade, que fez com que 100 delegados entregassem os cargos. A categoria quer um aumento de 37% no salário para garantir a isonomia com a Polícia Federal. Na última assembleia, a PCDF anunciou uma paralisação de 24h e suspendeu a emissão de relatórios de inteligência. Até a última atualização desta matéria, a PCDF não havia se pronunciado sobre a recomendação do MPDFT.

 

 

COMENTE

Polícia Civil
comunicar erro à redação