*
 

O adolescente apreendido pela Polícia Militar na Cidade Estrutural na quinta-feira (6/10), após cometer vários roubos na região, não é o mesmo que matou Maurício Costa Sousa, 11 anos, por causa de um videogame, em junho deste ano. A informação havia sido dada pela Polícia Militar.

Nesta sexta (7), a corporação explicou que o erro ocorreu porque o próprio menor teria admitido ser responsável pelo homicídio. Ainda de acordo com a PM, uma outra pessoa havia se apresentado como primo do menino assassinado e também confirmado a identidade do apreendido. 

De acordo com informações da Polícia Civil, os militares chegaram à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), com um jovem de 16 anos, suspeito de ter praticado diversos roubos em comércios da Estrutural. Na delegacia, o menor assumiu os delitos e ficou detido. Após averiguação, ficou constatado que ele não matou Maurício.

A Secretaria da Criança confirmou que o menor apreendido em 19 de junho, um dia após a morte de Maurício, continua interno em uma das unidades socioeducativas do DF.

 

 

 

COMENTE

PMDFmenor infratorSecretaria da Criança
comunicar erro à redação