*
 

Mesmo em coma induzido em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Santa Helena, na Asa Norte, o menino de seis anos baleado no tórax por um policial civil do DF, na BR-070, tem dado sinais de reação. Uma das tias do garoto contou ao Metrópoles neste domingo (8/1) que a criança conseguiu urinar sem o uso de sondas e que os médicos estão diminuindo gradativamente as doses dos remédios.

“Ele está respondendo aos nossos estímulos. Movimentou a perna depois que o pai pediu para ele fazer isso”, destacou Alzirene Rosa. Segundo a família, a criança está sedada e não há previsão de quando será submetido a uma nova cirurgia.

Na madrugada de sábado (7), o garoto passou por um procedimento para retirar o projétil que estava alojado em seu coração. De acordo com os pais da criança, mesmo após seis horas de operação, os cirurgiões não conseguiram retirar a bala e há dúvidas sobre o local onde o projétil está.

O menino permanecerá em observação pelas próximas 48 horas. Durante esse período, ele tem feito e continuará fazendo novos exames.

BR-070
O menino foi baleado na BR-070, na altura de Águas Lindas (GO), Entorno do DF, na manhã de sexta (6). Autor do crime, o agente policial de custódia Sílvio Rosa, foi preso após fugir do local. O agente fez três disparos contra o carro da família após uma discussão no trânsito.

O servidor tem um histórico de violência e chegou a ser demitido da Polícia Civil por tentativa de fraude em aposentadoria, mas acabou reintegrado ao órgão. O agente está preso em Goiânia (GO).

 

 

COMENTE

BR-070hospital santa helena
comunicar erro à redação