*
 

Foi lançada nesta segunda-feira (19/9) a Campanha Nacional de Multivacinação 2016 no Distrito Federal. O objetivo é atualizar a caderneta de vacinação dos menores de cinco anos, das crianças e dos adolescentes até 19 anos. Segundo a Secretaria de Saúde do DF, uma das prioridades é, dentro do público-alvo, proteger aqueles que ainda não foram vacinados de doenças como caxumba, coqueluche e sarampo.

Ao todo, o DF vai oferecer 14 tipos de vacinas para crianças e outros cinco tipos voltados para adolescentes, como a que protege contra o HPV. “Neste ano, o DF recebeu 330 mil doses de vacina do Ministério da Saúde, e isso já representa 10% a mais do que a vacinação total do ano passado”, explica o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

Ainda de acordo com o titular da pasta, no DF a faixa etária que vai receber a vacinação foi expandida, de 14 anos, como aconselhava o Ministério da Saúde, para 19 anos. Isso se deve a registros de surtos de algumas doenças, como caxumba. “Nosso objetivo é verificar o esquema vacinal específico de cada pessoa e completar a vacinação que esteja atrasada ou faltando para garantir uma imunização eficiente e diminuir a incidência dessas doenças”, esclareceu Humberto.

Campanha
No Distrito Federal, as vacinas serão aplicadas em 106 postos de saúde. Ao todo, o Ministério da Saúde disponibilizou, para todo o Brasil, cerca de 26,8 milhões de doses. Como a vacinação deste ano é direcionada para uma população específica, não há meta a ser alcançada. O Dia “D” da Campanha de Multivacinação, será no dia 24 de setembro (sábado), onde os postos estarão abertos das 8h às 17h, para atender o maior número possível da população entre 0 e 19 anos.

A diretora de Vigilância Epidemiológica da Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS/SES), Tereza Cristina Segatto, conta que a campanha serve para estimular os pais ou responsáveis a buscarem um posto de vacinação.

“Essa campanha tem um objetivo muito específico que é, primeiro, manter erradicadas as doenças, como paralisia infantil, sarampo e rubéola. Segundo, são as doenças que estão no processo de controle, pois a gente vacina para não ter casos”, afirma Tereza Cristina.

Benefício
O serralheiro Fábio Júnior Fiuza compareceu ao posto de saúde logo no primeiro dia da campanha para que o filho de apenas quatro meses, Fernando Fiuza, já garanta a proteção que precisa. “Meu filho está sempre com as vacinas em dia e todas foram garantidas pelo serviço público. Por conta disso, ele nunca adoeceu. Hoje, ele recebeu quatro doses e foi atendido com rapidez e carinho pela equipe daqui da unidade. Esse é um serviço essencial à população”, declara Fábio. (Com informações da Agência Saúde)

 

 

COMENTE

Secretaria de SaúdeCampanha Nacional Multivacinaçãoinício
comunicar erro à redação