*
 

A devassa aos arquivos de informática da ex-vice-presidente da Câmara Legislativa Liliane Roriz (PTB) continuam. No último dia 31 de agosto, a presidente afastada da Casa, Celina Leão (PPS) requisitou à presidência interina do Poder Legislativo auditoria de todos os arquivos dos computadores da sala da vice-presidência. No documento, Celina pede que sejam analisados os arquivos entre os dias 16 e 29 de agosto.

Um técnico da Coordenação de Informática da Casa contou que, apesar da data do pedido ter sido no último dia de agosto, o requerimento só chegou à seção no dia 6 de setembro. A previsão para a entrega da nova análise é a semana que vem.

celina pedido

Servidores do gabinete de Liliane Roriz haviam sido acusados de apagar arquivos do gabinete dela logo após a saída da parlamentar da vice-presidência da Casa e o início da Operação Drácon. Técnicos da Câmara Legislativa e da Polícia Civil realizaram uma força-tarefa e conseguiram recuperar os arquivos, que agora estão sob análise do MPDFT.

Liliane Roriz promoveu uma série de grampos nos últimos meses de 2015. Em um deles, gravou Celina Leão falando sobre uma emenda destinada ao pagamento de empresas terceirizadas que administram unidades de terapia intensiva (UTIs) na rede pública do DF. O Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPDFT) e a Polícia Civil apuram se parte dos R$ 31 milhões da emenda seriam usados para pagar propina a distritais.

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação