*
 

A Polícia Federal deflagrou uma operação, nesta quinta-feira (6/10), contra fraudadores do INSS no Distrito Federal, em Goiás e em outras regiões do país. São cumpridos 12 mandados de prisão, dois de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para depor) e oito de busca e apreensão nas duas unidades da Federação. A Assessoria de Pesquisa Estratégica da Previdência também atua na ação.

Segundo a PF, as irregularidades causaram prejuízo de mais de R$ 2 milhões aos cofres da Previdência Social. Se a operação não fosse desencadeada, o grupo poderia causar outro rombo de R$ 9,3 milhões. A investigação teve início há três anos. A polícia identificou 62 recebimentos irregulares do beneficio em diferentes estados.

Os criminosos falsificavam certidões de nascimento e carteiras de identidade no Maranhão e no Piauí e davam entrada no beneficio por meio das agências de Goiás e do DF. Os suspeitos serão autuados por estelionato qualificado.

 

 

COMENTE

Polícia Federalperitos inssoperação imperador
comunicar erro à redação