*
 

Nesta terça-feira (23/5), a Polícia Civil do DF e o Metrô assinam um protocolo de cooperação para combater a importunação de mulheres no metrô. O evento ocorrerá na Estação Central na Rodoviária do Plano Piloto, às 9h.

Com a parceria, as instituições vão realizar campanhas e ações conjuntas nas estações do metrô. A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) fará a divulgação da campanha: “Quem disse que não dá em nada? Dá sim!”

De acordo com a corporação, o objetivo do projeto é informar e combater a prática delituosa de importunar alguém em lugar público, de modo ofensivo, como executar movimentos obscenos em locais de acesso ao público (ônibus e metrôs).

De acordo com a delegada-chefe da Deam, Sandra Gomes, a campanha foi motivada pelo fato ocorrido recentemente, dentro de um vagão do metrô do DF, quando um homem se esfregou em uma mulher.

Nas cenas apresentadas à polícia, por meio de filmagem, observa-se que o autor, ao perceber que estava sendo filmado, reagiu dizendo que não daria em nada. A resposta serviu de slogan para a criação da campanha. Após o ocorrido, a delegacia especializada realizou diligências e conseguiu identificar o autor, que já foi interrogado e indiciado pela PCDF.

Em agosto de 2016, o Metrópoles publicou uma matéria especial intitulada “Avisa quando chegar — O assédio que paralisa as mulheres”, que mostra o drama vivido por brasileiras. A reportagem revela que mais de 86% delas já foram vítimas de assédio em espaços públicos, segundo levantamento da ONG ActionAid. O transporte coletivo é onde elas mais têm medo de sofrer abordagens indesejadas, de acordo com a pesquisa.

 

 

 

COMENTE

mulheresPCDFmetrô-df#Assédio
comunicar erro à redação