*
 

A Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) e representantes dos moradores do condomínio Ville de Montagne, no Lago Sul, se reuniram nesta segunda-feira (19/6) para discutir o preço que será cobrado no processo de venda direta dos terrenos. A previsão inicial era que o GDF anunciasse, ainda hoje, os valores, mas a comunidade pediu mais prazo, já que apenas agora entregou a planilha de todo o investimento feito no local para ser abatido no preço bruto dos imóveis.

Após o término da reunião, a Associação de Moradores do Condomínio Ville de Montagne (Amorville) informou que um novo encontro está previsto para quarta (21). Um consultor fará uma avaliação técnica nos lotes e o resultado será levado mais uma vez à Terracap para um acordo. Segundo a entidade, a avaliação dos imóveis só deve ser anunciada na próxima semana.

“Ainda restam dúvidas em relação aos critérios. Como é o primeiro processo de regularização, a Resolução nº 243 da Terracap, que definiu o processo de compra e venda direta, tem alguns aspectos confusos. A agência manteve, durante todo o tempo, um diálogo aberto conosco e estamos tratando de como fazer para que o programa se viabilize”, informa a Amorville.

A novidade é que os proprietários com outros imóveis no DF também poderão ser beneficiados pelo processo de regularização. Entretanto, terão que participar de um processo de licitação diferenciado, em uma segunda etapa, 30 dias após o processo da venda direta.

Segundo a Terracap, o condomínio Ville de Montagne abriga cerca de quatro mil moradores em 950 lotes. Destes, aproximadamente 40% têm mais de uma propriedade habitacional.

Confira imagens do Ville de Montange:

 

O pagamento dos imóveis na venda direta pode ser à vista, com desconto de 15%; parcelado por meio de instituição financeira, com abatimento de até 15% no valor; e direto com a Terracap, em até 240 meses.

Nesta primeira etapa da regularização, os moradores do Trecho 1 do Setor Residencial São Bartolomeu são os primeiros a serem contemplados. A área compreende o Condomínio Ville de Montagne, no Lago Sul, e parte da Quadra 3 do Solar de Brasília, no Jardim Botânico.

Próximos contemplados
A regularização do Ville de Montagne servirá de modelo para outros condomínios. Os próximos serão Jardim Botânico — Etapa 2 (Condomínios Estância Jardim Botânico, Jardim Botânico I, Jardim Botânico IV, Jardim das Paineiras e Mirante das Paineiras, com 1.042 lotes residenciais unifamiliares) e Vicente Pires — Trecho 3, antiga Colônia Agrícola Samambaia, com 4,1 mil lotes.

As unidades de uso misto, comercial ou industrial, além das desocupadas, entrarão em uma próxima fase. Somente pessoas físicas podem participar da venda direta, e apenas um lote por indivíduo. O interessado não pode ser dono de outro imóvel residencial no Distrito Federal.

O cadastro deve ser feito pelo site da Terracap. A convocação será de um parcelamento por vez. O processo deve beneficiar cerca de 40 mil famílias.

 

 

COMENTE

terracapGDFvenda diretaVille de Montagne
comunicar erro à redação