*
 

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou Alex Florêncio da Silva a 12 anos, cinco meses e 10 dias de prisão pela tentativa de homicídio duplamente qualificado contra a ex-mulher Juliana Carla Mavignier Medeiros. O crime ocorreu em 13 de dezembro 2014, na residência da vítima, em Ceilândia.

No dia da agressão, Alex golpeou a mulher com mais de 20 facadas e ainda trancou a casa para que ela não pedisse socorro. A vítima sobreviveu porque se jogou na cama e se fingiu de morta, mas ficou com sequelas na respiração e no braço direito.

Levado a júri, o réu foi condenado pelos jurados. O Conselho de Sentença também acatou as qualificadoras do motivo torpe e do meio cruel. Alex Florêncio respondeu ao processo preso e não terá direito a recorrer da sentença em liberdade. (Com informações do TJDFT)

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação