*
 

Um em cada quatro casos que chegaram à Central Judicial do Idoso, entre janeiro e setembro deste ano, está relacionado à violência contra pessoas acima de 60 anos. Os filhos são os maiores agressores, e a motivação financeira, a mais comum. No período, foram feitos 1.986 atendimentos, destes, 786 casos novos. O restante refere-se ao acompanhamento de idosos que já foram acolhidos pela central.

As estatísticas mostram uma triste realidade. Das pessoas que procuraram a central nos nove primeiros meses do ano, 216 sofreram violência, sobretudo financeira e psicológica. A negligência vem em segundo lugar, com 42 casos.

A violência financeira é enquadrada em situações quando há exploração indevida da renda e apropriação do patrimônio do idoso, como, por exemplo, obrigar a pessoa a contrair empréstimo. A violência psicológica é marcada por agressões verbais ou gestos que visem afetar a autoestima, a autoimagem e a identidade da pessoa idosa, ou mesmo aterrorizá-la. Os insultos e ameaças estão entre as situações mais denunciadas.

Já a negligência pode ser caracterizada pela falta de atenção com as necessidades da pessoa idosa, como o descuido com segurança e higiene. As principais vítimas de violência no período analisado foram as mulheres, com 112 casos. Os filhos são os que mais praticam a violência contra os idosos – 84 ocorrências. As regiões administrativas com maior número de denúncias atendidas pela central foram Ceilândia, com 36 casos, Brasília, com 22, e Taguatinga, com 16.

A Central Judicial do Idoso é um projeto pioneiro do Tribunal de Justiça, do Ministério Público e da Defensoria Pública do DF. Atua no acolhimento aos idosos do DF que têm seus direitos ameaçados ou violados e que necessitam de orientação na esfera da Justiça. Seus objetivos principais são garantir a efetiva aplicação do Estatuto do Idoso, prover a comunidade do DF de informações, promover articulação com instituições para atendimento de demandas e assessorar autoridades competentes. (Com informações do TJDFT)

SERVIÇO
A Central Judicial do Idoso funciona no 4º andar do Bloco B do Fórum de Brasília e atende os idosos das 12h às 18h. O telefone de contato é (61) 3103-7609.

 

 

COMENTE

Justiçaidososdenúnciasdesrespeito
comunicar erro à redação