*
 

Uma história inusitada ocorreu nesta terça-feira (10/1) na CR 55 da região do Vale do Amanhecer, em Planaltina. De acordo com a Polícia Militar, o morador Alziro de Sousa, 28 anos, denunciou uma tentativa de furto à sua residência. O homem afirmou que conseguiu impedir a ação dos bandidos ao gritar e chamar por ajuda e, por isso, os criminosos teriam ameaçado voltar ao local para “acertar contas”.

A corporação então montou uma operação com viaturas à paisana para flagrar os criminosos e, durante a tarde, se deparou com um homem em situação suspeita. Ao ser abordado, ele correu e jogou um revólver calibre .38 com seis munições na casa de Alziro de Sousa. Aí, então, veio a surpresa: o homem, Hugo Barros, 36 anos, era amigo do proprietário da casa e a arma também era de Alziro.

Em depoimento, o dono do imóvel afirmou que tinha o revólver há mais de dez anos e pretendia utilizá-lo para se defender dos suspeitos da tentativa de furto caso eles voltassem à casa para se vingar. Alziro foi quem entregou a arma para o amigo, Hugo, que foi abordado pela polícia.

Com a confusão esclarecida, os dois amigos foram encaminhados à 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina), onde foram autuados por posse e porte ilegal de arma de fogo. Os bandidos que teriam invadido a casa de Alziro, no entanto, não voltaram ao local nem foram encontrados pela polícia. (Com informações da PMDF)

 

 

 

COMENTE

Vale do AmanhecerTentativa de roubo
comunicar erro à redação