*
 

A Polícia Civil prendeu um estelionatário que aplicou quase R$ 3 milhões em golpes no Distrito Federal. Além de se passar por importador de diversos tipos de mercadorias, ele alugava imóveis com documentos falsos e, depois, os vendia.

Somente no Cruzeiro, conseguiu faturar de forma fraudulenta R$ 940 mil em apenas um imóvel, uma casa. O dinheiro obtido referia-se às economias de toda a vida da vítima, um servidor público aposentado. Na Asa Sul, vendeu um apartamento que não lhe pertencia no valor de R$ 900 mil.

De acordo com a polícia, Laécio da Costa Figueiredo, 33 anos, foi preso no Cruzeiro nesta segunda-feira (6/3), em cumprimento de mandado de prisão preventiva. Ele é considerado um dos maiores estelionatários do DF.

Divulgação/PCDF

 

A polícia informou que Laécio também abriu empresas de importação e exportação (American Import e África Consultoria em Negócios Internacionais) e ludibriou as vítimas dizendo que conseguiria adquirir produtos estrangeiros por bons preços. Ele recebia o valor, sempre alto, e nunca entregava as mercadorias.

Ele dizia que vendia produtos náuticos como caíques e barcos, além de itens eletrônicos, como notebooks, tablets e telefones celulares.

Laécio, de acordo com a PCDF,  responde a 10 inquéritos policiais, sendo nove pelo crime de estelionato e um por coação no curso do processo, e mais dois termos circunstanciados pelo crime de ameaça.

 

 

COMENTE

golpepolícia civil do DFvenda de imoveisesteleionatário
comunicar erro à redação