*
 

Equipes do Corpo de Bombeiros do DF resgataram na tarde deste sábado (7/1) o corpo de Helder Cariolano, 29 anos, praticante de rapel, que caiu na cachoeira Véu de Noiva, no Parque Ecológico do Indaiá, na região de Formosa (GO), a cerca de 75km de Brasília.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima despencou no momento em que fazia as amarrações para a prática de rapel. Ele teria se apoiado em um galho que quebrou, levando a uma queda de aproximadamente 30 metros. Os socorristas foram chamados por volta de 11h e ao chegarem encontraram o corpo submerso a quatro metros de profundidade, já sem sinais vitais.

O paredão fica próximo à cachoeira Indaiá, onde no mês passado o professor Carlos Brasileiro Pita, de 31 anos, morreu ao cair em uma trilha. Ele ficou desaparecido por quatro dias até ser encontrado sem vida.

Nesta semana, os pais do professor criaram uma campanha nas redes sociais pedido segurança em espaços naturais privados em que há, inclusive, cobrança de taxa para os frequentadores.

No post, Virgínia Miranda e Paulo Pita criticam a falta de vigilância nos locais, que sequer fazem controle de entrada e saída. “Queremos segurança, controle e respeito em todos os parques e locais de turismo de aventura”, escreveram.

 

 

 

COMENTE

Corpo de Bombeirosformosarapelvéu de noiva
comunicar erro à redação