*
 

A Polícia Civil de Goiás identificou e prendeu nesta quinta-feira (18/5) os suspeitos de matarem a estudante Thaís Alves Pereira, 20 anos. Um deles é o marido da vítima. O motivo do crime teria sido uma suposta traição da jovem. O caso ocorreu em Luziânia (GO), cidade do Entorno do DF.

Denilson Oliveira foi apontado pela polícia como mandante do assassinato. Francisco Oliveira Santos teria cometido o homicídio e Jonhs Mariano de Sousa emprestado o carro que foi usado no crime.

Thais Alves, segundo a perícia, foi executada com um tiro na cabeça. O corpo dela foi localizado, já em estado de decomposição, em janeiro deste ano, cinco dias após ser dada como desaparecida.

A jovem foi vista pela última vez saindo de casa e entrando em um carro de cor prata. Parentes da vítima já suspeitavam que o crime tinha sido passional.

Divulgação/PCGO

 

De acordo com a PCGO, no mesmo dia em que o corpo foi encontrado, a perícia usou o luminol (substância química capaz de identificar manchas de sangue) para tentar encontrar vestígios no local. A garota estava em casa quando falou por telefone com a mãe pela última vez antes de sumir.

Os suspeitos devem responder por homicídio triplamente qualificado. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão.

 

 

COMENTE

assassinatocrime passionalLuziânia
comunicar erro à redação