*
 

Na tentativa de ajudar os pais que ficaram no prejuízo após o fechamento da casa de festas Jump Joy, na Asa Sul, uma empreendedora de Vicente Pires resolveu oferecer seus serviços de confeiteira de graça para as famílias. Os interessados devem apenas arcar com os custos dos materiais para fazer os doces. Bolos e decoração não estão inclusos.

Isabela Mayane, 26 anos, conta que se sensibilizou porque teve o mesmo problema há dois anos, no aniversário da filha. “Por sorte, consegui reaver meu dinheiro, mas, mesmo assim, não consegui fazer a festa. Não tem dinheiro que pague a frustração que senti”, lembrou.

A loja Gastronomia em Sua Porta funciona há dois anos na casa de Isabela, em Vicente Pires. Os pedidos são feitos por meio da internet. E foi no Facebook que a empresária divulgou a ajuda, que ela também considera uma oportunidade para ficar mais conhecida no mercado.

“O começo do ano é muito tranquilo. Não têm muitos eventos porque as pessoas estão de férias ou viajando. Essa é uma forma também de divulgar o meu trabalho”, completou.

Clientes da casa de festas Jump Joy, na 512 Sul, decidiram acionar a Justiça para conseguir reaver o dinheiro gasto no contrato de aluguéis de salão, decoração e bufê. Em um grupo de WhatsApp criado para tentar resolver o problema, estimam que ao menos 44 pessoas estão no prejuízo. Funcionários e fornecedores também reclamam da falta de pagamento.

Boa parte dos consumidores ficou sabendo da falência da empresa por meio de um depoimento na internet. Uma mãe relatou na redes sociais que recebeu um e-mail da empresa avisando que o estabelecimento não iria realizar a festa do filho e não informou quando e como devolveria o valor pago.

 

 

COMENTE

calotedocesajudafesta infantil
comunicar erro à redação