*
 

Uma técnica em enfermagem passou por momentos de aflição na noite de terça-feira (6/9) no Hospital Regional de Santa Maria. Elisângela de Miranda preparava medicamentos na unidade de saúde quando um paciente de 43 anos teve um surto e a fez refém, ameaçando-a com uma agulha e uma caneta no pescoço. A confusão durou cerca de 30 minutos.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima alegou que o homem iria furá-la se ela não aplicasse uma medicação para matá-lo. Ele só se acalmou quando a servidora afirmou que lhe daria um remédio na veia, que tinha um efeito sedativo mais rápido.

O homem recebeu o medicamento e ficou internado na ala de ortopedia do Hospital Regional de Santa Maria. Em nota, a Secretaria de Saúde disse que o paciente apresentava sinais de agressividade no momento em que teve o surto.

“De imediato, foram acionadas as forças policiais e o Corpo de Bombeiros, que fizeram a contenção. O paciente foi medicado com sedativo e encontra-se internado no hospital, contido, orientado e aguardando transferência para o Hospital Regional de Planaltina, onde deverá se submeter a procedimento cirúrgico ortopédico”, completou o texto.

Elisângela registrou uma ocorrência na 20ª Delegacia de Polícia (Gama). A pasta ressaltou que a servidora segue tendo toda a assistência por parte da direção do hospital e que todas as medidas necessárias foram tomadas com rapidez. A Polícia Civil informou que foi lavrado um termo circunstanciado de constrangimento ilegal em desfavor do paciente.

 

 

 

 

COMENTE

hospital regional de santa maria20ª DP
comunicar erro à redação