*
 

Cerca de 30 alunos, desocuparam o Centro de Ensino Setor Leste na 611 da Asa Sul. A Polícia Militar do Distrito Federal começou a negociação às 8h deste sábado (19/11) e terminou às 13h30 quando os estudantes começaram a se retirar do prédio. A saída pacífica aconteceu após os adolescentes votarem a decisão em assembleia.

O major Roberto Lobato Marques leu aos manifestantes, por volta de 12h20, a decisão do Ministério Público que obrigava a saída deles da escola. Em seguida deu o prazo de uma hora para que deixassem o espaço. Caso contrário iam fazer a retirada coercitivamente. “Fizemos a ação de forma pacífica, como em outros colégios, dando suporte para que tudo acontecesse com segurança”, explicou.

A promotora do Proeduc Cátia Gisele Vergara, responsável pela ação de desocupação, e osubsecretário de Movimentos sociais e Participação Popular Acilino Ribeiro também apareceram no local para ajudar na negociação.

Polêmica
Os responsáveis pelos alunos, entretanto, consideram a desocupação irregular. “Reintegração só pode ser feita durante semana, em dia letivo. O mandado deles não é de excepcionalidade”, avaliou Daniel Oliveira, pai de um dos alunos.

A advogada Graça Sousa corroborou com a alegação do pai. “Estamos aqui para assegurar que não haja excesso por parte do Estado. Segundo o Novo Código Processual, esse tipo de ação não poderia ocorrer em fins de semana ou feriados, a não ser em caráter excepcional. Mas não há essa indicação no mandado”, afirma. Segundo ela, os alunos ocupam os corredores do colégio e em uma inspeção feita pela própria PM, não foi registrado qualquer dano ao patrimônio da escola.

Histórico
Um grupo de 30 alunos ocupou o Centro de Ensino Médio Setor Leste, na 611 da Asa Sul, na tarde dessa sexta-feira (18/11). Os estudantes protestam contra a PEC 55, que prevê o congelamento de gastos públicos nos próximos 20 anos, inclusive os destinados à educação.

 

 

 

COMENTE

PEC 55ocupação escola
comunicar erro à redação