*
 

Em um momento de insatisfação da Polícia Civil, que luta por reajuste, e a um mês de ter que arcar com a promessa de aumentar os salários do funcionalismo local, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) voltou a se reunir com o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, na tentativa de conseguir recursos para o Distrito Federal. Na tarde desta quinta-feira (1°/9), foi debatida a situação do superávit do Fundo Constitucional do DF — estimado em R$ 1 bilhão, segundo a Secretaria de Fazenda.

“Os pontos de vista (local e federal) estão sendo discutidos pelo Tribunal de Contas da União (TCU), o que hoje inviabiliza a transferência desse recurso”, explicou a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, ao fim da reunião.

Segundo ela, há dois entendimentos sobre o assunto. O primeiro de que o valor pertence ao DF e, o segundo, de que a montante é do governo federal. Ficou acordado que técnicos das secretarias de Fazenda e de Planejamento, Orçamento e Gestão e da Procuradoria-Geral do DF se reunirão com técnicos do ministério para construir uma posição comum. “Vamos viabilizar uma interpretação do direito sobre o superávit do fundo para que depois a gente possa levar isso ao tribunal”, disse Leany.

Também participaram da reunião o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio; o secretário de Fazenda, João Antônio Fleury; e o deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF).

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação