*
 

Empresários do setor do comércio do DF pediram à Secretaria de Fazenda a suspensão, por 180 dias, da revisão das declarações de tributos e informações econômico-fiscais apresentadas pelas empresas brasilienses. Muitas empresas estão sendo alvo de cobranças porque caíram em malha em função das inconsistências relativas ao período entre 2011 e 2015. Os comerciantes argumentam que a medida vai dar tempo às empresas de fazerem ajustes e correções necessárias antes de serem cobrados.

O pedido foi feito ao secretário de Fazenda João Antônio Fleury Teixeira, nesta sexta-feira (30/9). Os empresários reivindicaram, ainda, que no período de suspensão das cobranças, os estabelecimentos não sejam inscritos na Dívida Ativa e nem tenham a inscrição fiscal cancelada.

Os empresários, representados na reunião por integrantes da Fecomércio, defendem que é preciso aprofundar o diálogo entre o setor produtivo e o Estado, tendo em vista que a crise na economia é muito grave e tem provocado o fechamento de empresas e a demissão de trabalhadores.

Mergulhado numa crise financeira sem precedentes, o Governo do DF se comprometeu a estudar o pedido.

 

 

COMENTE

secretaria de fazendaFecomercio
comunicar erro à redação