*
 

Nesta quinta-feira (16/3), comemora-se o aniversário de 60 anos da escolha do projeto criado pelo urbanista Lucio Costa para a construção de Brasília. Em 1957, o Plano Piloto para a Capital Federal foi escolhido em uma comissão julgadora composta pelos arquitetos e urbanistas mais qualificados do mundo.

O Metrópoles apresenta com exclusividade a ata assinada por Oscar Niemeyer e os outros membros do júri, na qual foi dissertada todos os pormenores da escolha do projeto de Lucio Costa. Entre os jurados estava o inglês William Holford. Ele sacramentou que o Plano Piloto, apesar de simples, era ideal.

Segundo o diretor de pesquisa do Arquivo Público, Elias Manoel da Silva, o documento retrata que Oscar Niemeyer e outros profissionais elegeram o projeto sem passar por votação. “Mas o urbanista Paulo Antunes discordou da decisão. Deu muita confusão, mas, no final, foi aceito”, revela.

De última hora, e com pouco mais de 20 páginas, Costa venceu o concurso para a construção de Brasília. “Foi considerado ‘a maior contribuição urbanística do século 20’ pelos jurados”, diz Elias. Atualmente, após a cidade construída e adaptações ao plano original, Brasília é Patrimônio Mundial, pela Unesco.

 

 

 

COMENTE

Brasílialúcio costa
comunicar erro à redação