">
*
 
 

Já imaginou ter um show de humor na sala de estar, completamente gratuito e feito por comediantes da cidade? A ideia é simples. Reúna a vizinhança, arrume a sala, abra as portas e receba os humoristas do projeto itinerante “Notes”, que circula pelas cidades do DF enchendo a residência alheia de gargalhadas. Dia 12 de janeiro, às 20h30, eles estarão na Ceilândia. O endereço não é amplamente divulgado porque a plateia é limitadíssima.

São oito comediantes de grupos diversos que aproveitam a experiência para formar plateia, fortalecer a cena local de humor, estimular o surgimento de novos humoristas (há sempre um convidado), testar piadas e experimentar uma noite de interação com espectador diferenciado.

Como todo artista vive de público e da divulgação de seu material, ganhamos a oportunidade de mostrar nossa arte a uma plateia que ainda não conhece a modalidade de humor ou os comediantes presentes"
Rafhael Gleydson

Rafhael Gleydson idealizou o projeto ao lado de Denison Carvalho. Não se trata de uma ideia original. Os dois se inspiraram numa ação paulistana, a “Naitan”, mas acrescentaram a itinerância como um diferencial. Começaram em dezembro na Ceilândia.

O “Notes” tem como proposta que o comediante apresente apenas textos inéditos. Isso traz o desafio de criar materiais novos e de qualidade, fazendo com que o comediante saia da sua zona de conforto"
Rafhael Gleydson

Não se trata de um show amador. Rafhael, por exemplo, integra a Cia Tarja Preta, da novíssima geração de humor de Brasília. Com um ano de estrada, o grupo tem o apreço de Os Setebelos, um dos mais atuantes e conceituados da cidade.

A novíssima Cia. Tarja Preta

Éramos quatro amigos que tínhamos em comum a admiração pelos grandes comediantes. Estudamos, participamos de workshops e buscamos nosso espaço. Hoje, somos considerados promissores no mercado artístico de Brasília"
Rafhael Gleydson

As sessões do “Notes” são organizadas no boca a boca e em divulgação pontual nas redes sociais dos comediantes. Quando alguém oferece a residência, o grupo vai visitá-la para avaliar a capacidade do local.

Público do primeiro “Notes” em dezembro

 A divulgação é feita completamente online nas páginas pessoais dos comediantes. Pedimos para que a pessoa só confirme sua vaga caso tenha absoluta certeza de que poderá comparecer"
Rafhael Gleydson

A taxa de adesão costuma ser de 85% e o show é uma caixa de surpresa, baseado nas observações cotidianas dos comediantes. Para o começo do ano, eles já agendaram apresentações em endereços de Samambaia, Taguatinga e Cruzeiro.

Apesar de termos grandes nomes que surgiram em Brasília (Os Melhores do Mundo, Os Setebelos, Daniel Duncan), vemos que a cultura do humor ainda engatinha quando comparada a outras formas de arte. Infelizmente, ainda se tem a cultura que o teatro é algo feito para a elite"
Rafhael Gleydson

Após as apresentações, os comediantes estimulam os espectadores a acompanhar mais a cena de humor e a frequentar os espetáculos.

Quem quiser participar do projeto deve procurar os comediantes Rafhael Gleydson e Denison Carvalho no Facebook

humor teatrocia tarja preta
 


COMENTE

Ler mais do blog