">
*
 
 

Cá entre nós: eu não lembro por que diabos decidi testar essa receita, mas como é parecida com um pão, foi amor à primeira vista! No começo era meio difícil entender essa tal de focaccia. Quando eu ia a alguma pizzaria, eles me serviam aquela clássica massa fina com sal e alecrim (que por sinal é maravilhosa), mas também já havia visto em outro formato.

Ficava então minha dúvida: isso que eu chamo de focaccia é focaccia?

Aproveitei a última ida ao restaurante Ninny (309 Norte) e tirei essa dúvida com o querido Antonino, dono daquele lugar delícia. Ele me contou que lá na Itália tudo isso é focaccia mesmo, que depende da província em que você está.

Tem lugar que vai ter a massa fininha, em outros, esse pão mais alto que ensino hoje. Acho sempre muito legal ter a oportunidade de interagir com cozinheiros do mundo todo. Confesso: não tive muitas ocasiões, mas mesmo assim é uma troca super legal.

A massa é tradicional e sem mistérios! A cobertura é um deleite à parte. Sugiro que você use e abuse da criatividade. Para hoje fiz com tomates-cereja e manjericão, mas amo só com sal grosso e alecrim!

Numa próxima oportunidade quero testar com azeitonas fatiadas na massa, deve ficar uma delícia para comer só com parmesão ralado e azeite em cima. Você pode ir além, abrir o pão e rechear como se fosse um sanduíche! E uma versão com um toque doce pode ficar incrível também: mel, figos e noz-pecã.

Veja a receita completa no blog Sunday Slices.

gastronomiafocaccia
 


COMENTE

Ler mais do blog