">
*
 
 

Em fevereiro, fizemos uma seleção de cinco documentários do Netflix que contavam histórias sobre crimes reais. Mas ao longo dos últimos sete meses, o tema alcançou um público ainda maior e novos filmes foram lançados. Por isso, decidimos organizar uma lista com mais cinco títulos.

Se você é novo no mundo dos documentários reais, ainda dá tempo de fazer maratona e ficar por dentro das discussões que com certeza fazem parte do seus grupos sociais. E para quem já está quase virando um C.S.I e não perde um documentário, separamos mais cinco histórias para ficar vidrado.

The Keepers
Esta série documental examina o homicídio, ocorrido há quase 25 anos, da irmã Catherine Cesnik, uma freira residente em Baltimore que lecionava em um colégio católico. Conhecida e amada, ela desapareceu e seu corpo foi encontrado sem vida quase dois meses depois. As suspeitas recaem sobre um padre acusado de abusos sexuais.  O documentário está sendo muito comentado por mostrar o pior do ser humano.

 

The Confession Tapes
Indo pelo caminho de “Making a Murderer”, neste documentário todos foram condenados por assassinato, mas agora alegam que suas confissões foram forçadas, involuntárias ou forjadas. Esta série documental vai em busca da verdade. Contém muitas conversas e cenas perturbadoras sobre violência e detalhes dos crimes.

 

Strong Island
As forças do vínculo familiar, do sofrimento e da injustiça racial convergem neste documentário marcante, que relata o assassinato do irmão do cineasta Yance Ford. William, de apenas 24 anos, foi morto por um mecânico branco, de 19. Mas a polícia de Nova York chegou ao ponto de investigar se a própria vítima não teria se matado para colocar a culpa no assassino. O cineasta ganhou um Prêmio Especial de Roteiro do Júri em Sundance por este trabalho.

 

Aileen: Life and Death of a Serial Killer
A mulher que inspirou o filme “Monster – Desejo Assassino” também é o foco desse documentário. Aileen Wuornos foi uma prostituta considerada a primeira mulher assassina em série dos Estados Unidos – responsável por seis mortes. Entrevistas com seus amigos próximos, advogados e sua mãe biológica — da qual esteve afastada. Broomfield também entrevista a própria Wuornos na prisão em vários momentos, inclusive antes de sua execução.

 

Team Foxcatcher
A história aconteceu em 1996 e ganhou bastante repercussão na época por conta dos fatos confusos e inexplicáveis. Com entrevistas e cenas de vídeos de amigos e familiares, a trajetória de John E. du Pont, fundador da equipe de luta Foxcatcher, é revelada. Imagens exclusivas revelam o que aconteceu nas instalações da equipe e como o milionário passou de patrocinador a assassino.

Netflixcrimesdocumentários
 


COMENTE

Ler mais do blog