">
*
 
 

Durante o desfile do Dia da Independência, realizado na manhã desta quinta-feira (7/9), na Esplanada dos Ministérios, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tentou manter o tom otimista. Perguntado se o dia era mesmo de deixar os problemas de lado, ele disse que sim, que era “momento de comemorar a Pátria”.

O governador seguiu tentando emplacar assuntos positivos. Garantiu que a apresentação dos alunos das escolas públicas do DF foi “muito elogiada por todos” e aproveitou o momento para conversar com profissionais da segurança pública de outros estados. “Enquanto no Rio de Janeiro morrem policiais todos os dias, Brasília está vivendo uma queda no número de homicídios”, afirmou.

No entanto, não conseguiu sair sem responder sobre o assunto que tem sido o principal calo no calcanhar do Palácio do Buriti: a reforma da Previdência dos servidores. Primeiro, Rollemberg disse desconhecer o substitutivo proposto pela Câmara Legislativa (CLDF). Depois, jogou a responsabilidade por um eventual parcelamento e até atrasos nos pagamentos dos funcionários do GDF para a Casa.

“Temos a oportunidade de fazer Brasília viver um novo tempo, com os pagamentos em dia dos servidores e aposentados. O contrário disso é parcelamento de salário. Agora, chegou o momento de todos pararem de pensar em 2018 e pensar na cidade”, disparou.

Rodrigo Rollembergprevidência dos servidores
 


COMENTE

Ler mais do blog