">
*
 
 

Está no ar a nova campanha do Sindicato dos Professores (Sinpro-DF) para cobrar promessas não cumpridas pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Revoltados com o não pagamento das pecúnias devidas a educadores aposentados – e cujos depósitos deveriam começar a ser feitos em 21/7, conforme negociado com o Buriti –, o Sinpro decidiu convocar os beneficiários e gravar 14 vídeos contando a história de cada profissional e os problemas por eles enfrentados devido ao atraso no recebimento dos valores.

Quem estreia a série “Inativo é quem não luta!” é a professora Maria Vagna (assista abaixo). Ela lecionou por 36 anos na rede pública do DF sem usufruir das licenças-prêmios acumuladas ao longo desses anos: daí ter direito a receber pecúnias.


A Lei Complementar nº 840/11 garante o pagamento do benefício em até 60 dias após a aposentadoria, mas professores e educadores escolares que se aposentaram de 2015 para cá seguem na briga para receber do GDF. Além de produzir os vídeos-denúncia, o sindicato da categoria tenta agendar nova audiência pública na Câmara Legislativa e conseguir adesão dos distritais para reforçar a pressão sobre o Buriti.

 

servidorcaloteGDFprofessoresfuncionalismo públicoaposentadospecúnias
 


COMENTE

Ler mais do blog