">
*
 
 

O crescente número de galerias de arte no Distrito Federal anda em sintonia com o aumento do interesse do brasiliense pelo universo das artes plásticas. Sejam colecionadores, amantes ou pesquisadores, o público está ávido pelo conteúdo que vai muito além das pinceladas e silhuetas de quadros e esculturas.

Pensando nisso, resolvemos listar alguns professores de arte para auxiliar a jornada de muitos que desejam se especializar ou aperfeiçoar o conhecimento nessa área.

Marco Antônio Vieira
Mestre em Teoria Literária — que investiga a picturalidade na literatura de Virginia Woolf e no cinema de Peter Greenaway–, o historiador e curador independente Marco Antônio Vieira é também doutor em Teoria e História da Arte.

Felipe Menezes/Metrópoles

Marco ministra aulas semanais de Moda, História da Arte e Arte Contemporânea, em turmas de, no máximo, 10 alunos. Cada encontro dura entre três e quatro horas, podendo ter carga horária reduzida em caso de grupos menores, para atendimento ainda mais personalizado. Marco Antônio avalia a atual cena artística de Brasília como muito promissora e estimulante. “As galerias da cidade andam fazendo um trabalho admirável, no sentido de dinamizar o terreno das artes visuais no Distrito Federal”, garante.

Serviço
Email:marcoantoniorvieira@yahoo.com.br
Telefone:(61) 98189-3164

Carlos Silva
Outro nome conhecido é o de Carlos Silva, mestre em artes e estudante de psicanálise e filosofia que ministra diversas modalidades. Além de aulas para grupos de até 30 alunos, o professor de História da Arte também oferece cursos que chegam a ter um semestre de duração. Dependendo da quantidade de integrantes da turma, o preço médio por participante gira em torno de R$ 50 por hora.

Arquivo pessoal

Embora a maioria dos alunos de Carlos já possui alguma relação com a História da Arte, o profissional não descarta o interesse geral do brasiliense pelo assunto. “A crescente procura mostra um novo fenômeno: a obra de arte como um resultado de produções sociais, ao mesmo tempo que adquire importância e relevância como investimento cultural e econômico”, comentou Carlos.

Serviço
Email:carlosilvalin@gmail.com
Telefone:(61) 99694-3508

Maurício Lima
O marchand Maurício Lima, fundador da galeria C.Lima, foca seus encontros em Arte Contemporânea. Procurado por colecionadores, ele organiza petit comitês, em sua casa ou em seus espaços em Brasília e Miami, onde depara o olhar sobre obras de expoentes artistas. “Nesse momento, a Claudia Jaguaribe e o Gonçalo Ivo entraram para a galeria, e estou dedicado a dar foco aos seus brilhantes trabalhos”, antecipa.

Bruno Pimentel/Metrópoles

As reuniões exclusivas são limitadas a no máximo oito participantes. “Cada encontro, um artista diferente. Fazemos uma análise da obra, do momento da carreira do artista, acervos de museus e participação em exposições importantes”, sintetiza ele sobre as reuniões gratuitas, mas indicadas e formadas pelo próprio grupo interessado.

Mesmo com a atual crise econômica do país, o profissional relata que tem percebido o aumento da procura em melhorar o nível cultural e em formar coleções particulares. “Cada dia mais, a classe alta de Brasília está entendendo a necessidade da cultura na formação do indivíduo. Cultura é o maior dos refinos” comenta o profissional.

Serviço
Site: www.galeriaclima.com.br
Telefone:(61) 98583-2329

Lourenço Peixoto
Veterano colecionador, o marchand Lourenço Peixoto administra há dois anos a sua galeria Éle Pê, no espaço Artefacto. Ao lado do sócio, Roberto Corrieri, ele oferece visitas supervisionadas às exposições, que já ilustraram os trabalhos do artista plástico mineiro Fernando Velloso e do escultor gaúcho Clessius Coser.

Giovanna Bembom/Metrópoles

“A proposta do espaço cultural é divulgar, com seriedade, os trabalhos de notáveis artistas do cenário nacional e internacional”, garante ele, que permite o agendamento de visitas guiadas por ele em grupos de até 15 pessoas.

Serviço
Telefone:(61) 2196-4250

Karla Osório
Acolhedora de novos artistas, Karla Osório oferece, mensalmente, uma exposição original em seu Gabinete K2o. Nela, combina um artista plástico e sua coletânea com outro que oferece uma intervenção ao vivo.

Sempre realizado na sede da sua galeria, no Lago Sul, recebe arquitetos e personalidades em seus jardins – todos cativados tanto pelo acervo que ali se encontra quanto pela pegada arrojada em trazer sonoridade às exposições.

Metrópoles

Ao longo de todo o mês, Karla permite o agendamento de visitas supervisionadas. Os encontros terminam com um delicioso bate-papo sobre a evolução do mercado e sugestões de cursos.

Responsável por trazer pela primeira vez a Brasília obras do badalado Vik Muniz e da consagrada Beatriz Milhazes, Karla apresenta nesta temporada a mostra individual do artista Almandrade, com uma coletânea das quatro décadas de seu trabalho.

Serviço
Telefone:(61) 3468-1152

Janaína Alves
Filha da artista plástica Marillac, a goiana Janaína Alves convive desde pequena com o universo das artes e representa uma série de artistas nacionais. Inspirou a badalada tatuadora Lays Alecar a criar uma série de aquarelas, expostas em primeira mão em Brasília.

Felipe Menezes/Metrópoles

Atende um público jovem que reconhece nos grafites urbanos uma expressão de arte. Organiza grupos de até 15 pessoas para visitar exposições. Também oferece encontros quinzenais sobre artistas nacionais em ascensão, mediante agendamento.

Serviço
Telefone:(61) 98101-0202

artesociedade
 


COMENTE

Ler mais do blog