" />
*
 
 

Nutricionista e educador físico, Clayton Camargos é reconhecido pela criação do “Metafísicos”, um calendário anual com os corpos mais admirados de Brasília. Nele, consagra a sua expertise na promoção da estética com saúde e promove a inclusão do esporte e do retardo do envelhecimento com responsabilidade.

É ele o nome por trás da dieta e dos programas de treino mais famosos da cidade. Para 2017, o projeto vai combinar as curvas arquitetônicas de Brasília com as das silhuetas dos corpos que Clayton ajuda a moldar, no ensaio “Terra de Gigantes”.

Conhecido por seus resultados, o nutricionista tem uma agenda profissional bastante concorrida. Atende pacientes, diariamente, das 8h às 21h, inclusive aos sábados. Mesmo assim, encontra tempo para malhar, afinal, seu corpo é um cartão de visitas.

Felipe Menezes/Metrópoles

“Pratico atividade física desde quando me entendo por gente. Já fui atleta de karatê, ginástica artística, salto ornamental e dança, incluindo balé – este durante mais de uma década”, diz ele, que atualmente alterna treinos de pilates, musculação e corrida, praticados seis vezes por semana, por cerca de uma hora.

É possível vê-lo nas pistas do Parque da Cidade entre um atendimento e outro, local que considera como um segundo lar, por frequentá-lo desde a infância.

“Corrida é o que mais gosto, bem como outras atividades aeróbicas ou de resistência. Membros superiores merecem mais atenção, considerando que tenho uma maior dificuldade em incrementar o ganho de massa e também definição muscular nessa região.”

Sobre dietas, Clayton é categórico em dizer que usa os alimentos como prevenção ao envelhecimento. Assim, evita a ingestão de gorduras saturadas e hidrogenadas, frituras, açúcar, farinha branca e embutidos, mas garante que não vive sem “castanhas de maneira geral, arroz negro, inhame, mandioca, beterraba, frango, carne bovina moída, atum e sardinha”.

Felipe Menezes/Metrópoles
Não lanço mão de nenhuma estratégia exótica, mantenho uma rotina regular tanto de equilíbrio no consumo alimentar quanto de atividade física. Entendo ambos como componentes orgânicos da minha vida"
Clayton Camargos

Não se engane ao achar que Clayton é rígido demais. Ele consome, sim, bebida alcoólica, mas esporadicamente. “Bebo, socialmente, a cada 15 dias, de preferência champanhe, que tem um valor energético e índice glicêmico mais baixos. Doces também são meu ponto fraco, sou um “formigão”, e tenho de estar atento para não me exceder com essas delícias”, confidencia.

sociedade
 


COMENTE

Ler mais do blog