">
*
 
 

O ano que passou não foi nada tranquilo para o jornalista Caio Barbieri. Ele era chefe da assessoria de imprensa da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer do DF. Acabou exonerado, em julho de 2016, depois de intermediar a denúncia do SindSaúde sobre um suposto esquema de corrupção no GDF. A ação resultou na CPI da Saúde na Câmara Legislativa.

Antes disso, ele foi assessor de imprensa da deputada distrital Liliane Roriz (PTB). Barbieri começa 2017 traçando novos rumos na carreira, longe da política local. Agora, assina como gestor do departamento de Assessoria de Imprensa do Grupo Objetiva Comunicação. Um mudança de ares que, segundo ele, soa como volta às origens.

“Não me arrependo de nada do que eu fiz. Perdi meu emprego, mas não perdi minha dignidade. Durmo tranquilo até hoje. Essa capacidade de nos reinventarmos, nos redescobrimos é o que nos faz mais fortes”, avaliou.

 


COMENTE

Ler mais do blog