" />
*
 
 

Quanto tempo você passa no trânsito? E como? Irritado? Nervoso? Preso em engarrafamentos? Em todo o mundo é igual – ou quase, certo?

O aplicativo Waze, que acompanha a experiência de condução de milhões de usuários em 38 países e 235 cidades, acaba de divulgar, pelo segundo ano consecutivo, o Índice de Satisfação do Motorista.

E o melhor lugar no mundo para dirigir é a Holanda, pela segunda vez. E as razões? A amistosa condição do trânsito e uma sólida qualidade das ruas e de infraestrutura. Em seguida, vêm França, Estados Unidos, República Tcheca e Suécia.

E para sofrer de verdade no trânsito? Em El Salvador, nas Filipinas, na Guatemala, no Panamá e na Indonésia.

Nesses lugares, o trânsito é intensíssimo e o nível de Wazeyness (satisfação e ajuda da comunidade Waze, medidas pelos agradecimentos aos alertas de outros motoristas, e pelos estados de ânimo selecionados pelos usuários no aplicativo) é é baixíssimo.

O Brasil ocupa a terceira posição na América Latina, perdendo para Porto Rico e Argentina, respectivamente. E fica na 20ª posição no mundo.


Ranking brasileiro

Brasília – 65ª posição


Goiânia – 87º lugar
Porto Alegre – 117º lugar
Salvador – 121º lugar
Grande São Paulo – 129º lugar
Curitiba – 134º lugar
Belo Horizonte – 136º lugar
Rio de Janeiro – 149º lugar
Recife – 154º lugar
João Pessoa – 156º lugar
Maceió – 178º lugar


Vale lembrar: o Brasil tem uma das maiores quantidades de motoristas no Waze no mundo. Apenas na Grande São Paulo, são mais de 3 milhões de usuários ativos mensalmente, que dirigem mais de 400 milhões de quilômetros com o app a cada mês.

E qual estado é melhor para se conduzir veículos? São Paulo, que tem seis cidades entre 10: Sorocaba, Atibaia, Taubaté, Jacareí, Grande Campinas e Piracicaba.

Arte: Waze

 

Mas a melhor cidade para dirigir no Brasil é Volta Redonda (RJ). Maceió, a capital alagoana, é considerada a pior.

Duro de rodar
O Rio de Janeiro, no geral, tem muitos problemas de congestionamento – e a qualidade das vias é ruim. A felicidade dos motoristas é baixa.

Lá, é necessário reservar 38,4 minutos para ir de casa ao trabalho, tempo bem maior do que São Paulo, como 32,8 minutos.

Bom de roda
E cidade por cidade no mundo? A França tem Valence no primeiro lugar. Segundo o pessoal do Waze, graças à boa qualidade das suas ruas, baixos preços de combustível, pouco trânsito e uma comunidade Waze que ajuda muito.

E mais: outras 9 cidades francesas ocupam as posições do Top 10. A ganhadora do ano passado, a cidade de Greensboro (Estados Unidos) desceu para a posição número 5, empatando com Avignon (França).

No extremo oposto, Cebu (Filipinas) é a pior cidade do mundo para dirigir (foto abaixo), seguida de Bogor (Indonésia), San Salvador (El Salvador), Denpasa e Bandung (Indonésia).

Foto: Philippinesgetaway
Na pesquisa, o Waze, a partir da satisfação dos motoristas, dá pontuação de satisfatória (10) a muito ruim (1).

O aplicativo tem mais de 65 milhões de usuários ativos em todo o mundo, mas o estudo concentra-se em países e cidades com mais de 20 mil usuários ativos por mês.

A iniciativa tem como meta garantir a precisão dos dados e comparações justas entre os países.

O Índice de Satisfação do Motorista do Waze considera seis atributos, quantitativos e qualitativos, para mostrar como é dirigir em uma variedade de cidades e países ao redor do planeta.


Fatores-chave

• Trânsito: densidade e severidade.
• Qualidade: qualidade das vias e infraestrutura.
• Segurança nas vias: densidade de acidentes, obstáculos e condições do clima.
• Serviços ao motorista: acesso a estações de serviço e estacionamento simples.
• Socioeconômico: acesso a carros e impacto do preço do combustível.
• Wazeyness: a satisfação e ajuda da comunidade Waze

Confira o estudo completo em: https://inbox-static.waze.com/driverindex.pdf


 

trânsitoBrasíliabrasilestresseWazeranking mundial
 


COMENTE

Ler mais do blog