">
*
 
 

A Volvo Cars tem uma meta muito louvável e bem ousada: a partir de 2020, ninguém deve morrer ou sofrer lesões graves num veículo novo da marca. Não importa a intensidade do acidente.

Pois bem: este mês, chega às 29 concessionárias brasileiras da montadora sueca a segunda geração do esportivo-utilitário XC60, um dos modelos cuja estrutura já está projetada para proteger ao máximo motorista e passageiros de colisões e acidentes.

Essa meta será cumprida? Conhecendo-se a história da Volvo, dá para a acreditar que sim. Mesmo reconhecendo que as condições físicas das rodovias são péssimas, que a formação do condutor brasileiro é nojenta, de tão precária etc.

Vejamos, então, o que tem de interessante no XC60 em relação à segurança. Nem tudo é novidade ou exclusividade da marca, mas a conjunção de tantos equipamentos e sistemas é única.


Assistência ao condutor

O novo XC60 ganhou mais três sistemas de condução semiautônoma, que intervêm automaticamente na direção para evitar ao máximo um acidente.

Foto: Volvo Cars do Brasil

No primeiro, o próprio carro ajusta a pressão aplicada nos freios em manobras entre 50-100 km/h. Se o automóvel “entender” que haverá batida ou capotamento numa manobra abrupta, ele “ajuda” o motorista no esterçamento do volante, na frenagem e ainda se adequa ao desvio.

Imagine que, numa velocidade entre 60-140 km/h, o veículo mude involuntariamente de faixa (em caso de cochilo ou distração com um smartphone, por exemplo). O que acontece? Ele volta sozinho à faixa em que estava e faz volante tremer para alertar (ou acordar) o condutor.

Já o Pilot Assist, opcional, funciona assim: o motorista estipula a velocidade e a distância a ser mantida do veículo da frente e ele simplesmente reduz a velocidade ou freia ao se aproximar demais do carro da frente. Ah, o veículo também “reconhece” ciclistas, pedestres e até animais de grande porte e atua tanto de dia quanto à noite, evitando atropelamentos e suas consequências.

O XC60 também tem outro sistema que avisa ao motorista sobre a presença de veículos no ponto cego. Nesse caso, o carro, sozinho, se afasta e volta à sua faixa.


Faróis inteligentes

Foto: Volvo Cars do Brasil

O sistema de iluminação externa é impressionante. Os faróis dianteiros acompanham o giro do volante para melhorar a iluminação nas curvas.

A inclinação do facho pode chegar a até 30º. E sistema automático que adapta a luz alta para evitar o ofuscamento dos carros que vêm em sentido contrário. Centenas de acidentes são causados porque o mau motorista “esquece” de baixar o farol numa ultrapassagem.

Você certamente já viu um carro em sentido contrário jogar o facho de luz na sua cara, geralmente porque está pesado demais? Pois bem: no XC60, o facho do farol mantém automaticamente a posição adequada de acordo com o número de ocupantes e o peso do veículo.

As DRLs, luzes diurnas de acendimento automático são vistosas, para tornar o carro bem visível, e no formato T. E um sensor detecta túneis e ativa automaticamente o farol baixo.


E mais

– A tração do modelo é integral AWD (All Wheel Drive). Isso significa que as quatro rodas têm tração em quaisquer circunstâncias e condições. E sabemos quanto ruins são nossas rodovias; e os motoristas, péssimos.

Foto: Volvo Cars
– Até a nova palheta do limpador do para-brisa foi bolada pensando-se na segurança: o líquido da lavagem sai uniformemente ao longo de toda a palheta, em vez de ser pulverizado no para-brisa. A uma velocidade de 90 km/h, dois ou três segundos de pulverização no para-brisa significam de 50 a 75 metros de distúrbio visual – e essa engenhoca evita isso.

– A estrutura do novo XC60 usa muito aço boro – forte e de alta resistência. Em batida lateral e capotamento, essa estrutura dissipa por completo a energia nas zonas de impacto dianteira e traseira. Vejam esses três vídeos e não se assustem, pois os “bonecos” nada sofreram: aqui, aqui aqui.

 

 

 


Versões e preços

Foto: Volvo Cars do Brasil

Momentum – R$ 239.950
Inscription – R$ 259.950
R-Design – R$ 269.950

Segurança2020XC60Volvo Carssemiautônomos
 


COMENTE

Ler mais do blog