">
*
 
 

A separação do ator Brad Pitt de Angelina Jolie vai render mais do que, digamos assim, dissabores pessoais. Será com ela, por exemplo, que poderão vir a ficar pelo menos metade das supermotos que ele arrebanhou ao longo dos tempos.

A paixão de Pitt pelas feras de duas rodas é conhecida. E uma das razões é curiosa: segundo ele, o capacete garante uma “privacidade única”. Pela quantidade de imagens dele pilotando que se espalhou pela web, isso não parece uma verdade, mas…

Segundo o site http://www.infobae.com/autos/, o risco é motivado pelo acordo pré-nupcial – assinado, obviamente, antes do casamento e que prevê que a riqueza em comum seja dividida igualmente. Angelina já pediu a custódia dos seis filhos e pode ter em seu nome todas as propriedades.

Estima-se que entre os modelos que podem ficar com Angelina Jolie estejam uma Ducati (italiana), uma Suzuki (japonesa) e algumas fabricadas sob encomenda.

Para tanto, Brad Pitt nunca economizou. Por exemplo: ele pagou US$ 300 mil por um dos 13 exemplares fabricados da Ecosse FE Ti XX, a primeira do mundo feita com base de titânio e com peças fabricadas e pintadas a mão e motor de 250cv cavalos.

Ah, foi Brad Pitt que deu voz ao documentário Hitting The Apex, dedicado aos pilotos Casey Stoner, Marco Simoncelli, Jorge Lorenzo, Marc Márquez, Dani Pedrosay e Valentino Rossi.

motosAngelina JolieBrad Pittseparação
 


COMENTE

Ler mais do blog