">
*
 
 

Este é o segundo ano em que fui ao Festival Brasileiro da Cerveja e a sensação, de início, se repetiu: me senti uma criança numa loja de brinquedos — ansiedade, excitação, palpitação e delírio.

Como desta vez consegui prever essa euforia maluca, fiz uma lista das cervejas premiadas que me guiou até os primeiros estandes. É preciso foco em um lugar com mais de 800 opções de rótulos.

Um pouco mais calmo, comecei a abrir os olhos e me surpreender com a quantidade absurda de cervejarias e cervejas estreantes, com a diversidade de experimentos com o estilo Sour e com as versões armazenadas em barris de madeira. No fim de toda a experiência, constatamos: a cena cervejeira no Brasil está mais ousada, experimental e criativa. Viva!


Degustações gravadas
Apesar da leve amnésia etílica, foram dias memoráveis. Como estratégia para conseguir lembrar dos detalhes das degustações, gravei vídeos de praticamente todas as cervejas que provei. Deu certo e, como resultado, listamos os melhores rótulos experimentadas no Festival.

Algumas cervejas fizeram parte de edições anteriores e deram novamente o ar da graça. Outras, eram inéditas e estavam sendo expostas pela primeira vez.

Dividimos a lista por cervejaria porque assim será mais fácil identificar as marcas em uma loja ou site especializado. Mais pra frente, falaremos sobre algumas delas. Por hora, guardem essas indicações perto do coração. Muitas das cervejas listadas têm sabores extremos e ousados, mas todas elas, garantimos, merecem uma chance.

Way Beer (Curitiba/PR)
– Gose: feita com adição de sal marinho e gabiroba (ABV: 3,5%)
– Imperial Stout: maturada por seis meses em barril de amburana (ABV:10,5%)
– Amburana Barley Wine (ao lado): envelhecida em barril de umburana (ABV: 12,1%)
– Sails Red Wine Barrel Aged: maturada por 12 meses em barril de carvalho francês (ABV: 6,2%)

Cervejaria Bodebrown (Curitiba/PR)
– Hairofthe Bode: maturada em barril de Carménère (ABV: 11%)
– Blendof Ales: 4 Blés + Double Perigosa + TripelChardonnay (ABV:14%)
– De Bora Extreme au Merlot Barrel: (ABV: 10,9%)
– Atomga au Cognac Barrel: (ABV: 10%)
– Montfort Golden Mirtillo Sour: feita com mirtilo (ABV:10%)
– Montfort Red Flanders (ABV: 6,1%)

Lohn Bier (Lauro Muller/SC)
– Catharina Sour Jabuticaba (ao lado): feita com suco de jabuticaba (ABV: 3,4%)
– Carvoeira Old Aged: Imperial Stout com cumaru e funghi secchi envelhecida em barril de amburana (ABV: 9,5%)

Heilige (Santa Cruz do Sul/SC)
– Dubbel: (ABV: 7,8%)

Red Cor (Maringá/PR)
– Cachimbo da Paz: smoked IPA (ABV: 7%)

Maniba (Novo Hamburgo/RS)
– Lombagrander Berliner Weisse (ABV: 3,6%)
– Lombagrander Berliner Weisse com abacaxi
– Red Meth: Flanders Oud Bruin (ABV: 5,8%)

Von Borstel (Londrina/PR)
– Páscoa: Baltic Porter com nibs de cacau e envelhecida em barril de Jack Daniels (8,5%)

Madalena (Santo André/SP)
– Wood Aged Russian Imperial Stout: maturada por seis meses em barril de Jack Daniel’s e depois por mais seis meses em barril de Scotch (ABV: 10%)

Perro Libre (Porto Alegre/RS)
– Crowd Saison com Pepino: (ABV 5%)

Elementum (Novo Hamburgo/RS)
– White IPA: (ABV: 5,8%)

Cervejaria Seasons (Porto Alegre/RS)
– X-Bacon: Rauch Bock (ABV: 7,5%)
– Loverboy Gruit Ale (ao lado): Gruit Beer, sem lúpulo.
– Cow King: Duble IPA (ABV: 8%)
– Tilt: Session Ale (ABV: 4,3%)

Cervejaria Tupiniquim (Porto Alegre/RS)
– Funky&Sour – Framboise (ABV: 4,5%)
– Pecan Imperial Stout: feita com nozes pecan (ABV:12%)
– Manjar Negro: Imperial Stout com coco (AVC: 12%)

Cervejaria Blumenau (Blumenau/SC)
Capivara Little IPA: (ABV: 6,6%)
Capivara Double IPA: (ABV: 8,2%)

Urbana (São Paulo/SP)
– Relaxe e Göse Especial: versão feita com cacau e cranberries

Suricato Ales (Porto Alegre/RS)
– Pinocchio: Sour Pumpking Ale (ABV: 7,1%)
– Palessauro: Dry Hopped Sour Ale (ABV:5,5%)
– Mother Lodeof Hops: American Barleywine (ABV:10,9%)
– St Suricato ABT 12 Oak Aged: Quadrupel (ABV: 10,6%)
– Purple Rain: Berliner Weisse com uvas (ABV: 3,5%)

Liffey (Palhoça/SC)
– Carolina Reaper: Baltic Porter com pimenta (ABV: 7,1%)
– Brett Carvalho: American Brett (ABV: 7,8%)
– Obelix Hidromel: (ABV: 11%)

Verace (Nova Lima/MG)
– Maracutaia Fruitbier: (ABV: 5,4%)
– Cabeçudo Wild IPA (ABV: 5,8%)

Morada Cia Etílica (Curtiba/PR)
– GasolineSour: (ABV: 6,7%)
– CDB: Oatmeal Gose Saison com limão e sal (ABV: 4,8%)
– Épo Hibi (ao lado): sidra com abacaxi e hibisco (ABV: 6,4%)
– Abera Base: Brett Strong Golden Rye (ABV: 6,9%)

Urwald (São Vendelino/RS)
– DortmunderExport (ABV: 5%)

Cervejaria Campinas (Campinas/SP)
– American Lager com Cascade: (ABV: 5,1%)

Handwerk Cervejaria (Ibirama/SC)
– Altbier Düsseldorf

Suméria (São Paulo/SP)
– Angry Nuts: American IPA com Avelã (ABV: 5,9%)

Pratinha (Ribeirão Preto/SP)
– Birudo: Witbier com lúpulo Sorachi Ace e Yuzú (ABV: 5,9%)

Bayer Bier Córrego Grande/SC)
Bavarian Helles (ABV: 4,9)

cervejas especiaisblumenaufestival brasileiro da cerveja
 


COMENTE

Ler mais do blog