*
 

Enviada especial a Campinas (SP) – O assassino da chacina em Campinas na véspera do ano-novo, Sidnei Ramis de Araújo, espalhou o terror por toda a casa da família da ex-mulher, Isamara Filier. Ele matou 12 pessoas, entre elas o filho, João Victor Filier, de 8 anos, e depois se suicidou.

O Metrópoles teve acesso às imagens de dentro da casa, pouco após o assassinato. As fotografias, muito fortes e que não serão divulgadas em respeito às famílias, mostram que Sidnei matou a família da ex-mulher em quatro cômodos diferentes e tirou a própria vida ao lado do filho.

Das vítimas assassinadas, nove eram mulheres. A primeira morreu ainda na varanda. Ela era a única que podia ser vista por quem passava pela rua no dia da chacina. Na sala, quatro corpos ficaram jogados entre o sofá e uma estante. Na cozinha, mais duas mulheres brutalmente assassinadas. Os outros cinco corpos, incluindo o de Sidnei, estavam em um dos quartos da residência.

Michael Melo / Metrópoles

A casa onde o crime ocorreu

Vestindo bermuda escura, tênis e uma blusa com estampa do Exército, Sidnei se matou ao lado do filho. As últimas palavras do garoto, segundo vizinhos que acolheram os sobreviventes, foram: “você matou a mamãe. Eu amava tanto ela”. Logo em seguida, o assassino deu um tiro na cabeça da criança. O menino ficou com metade do corpo caída em uma cama do quarto.

Homenagem
Fechada desde a madrugada de domingo (1/1), a casa onde ocorreu a tragédia familiar atrai a atenção de moradores da cidade. A todo momento, a pé ou de carro, as pessoas param para olhar e até tirar fotos da fachada da residência. Todos demonstram tristeza pelo caso que chocou o país.

Pessoas da família voltaram ao local para lavar os cômodos e retirar o sangue. Moradores do bairro fizeram uma homenagem às vítimas. Dezenove rosas brancas foram deixadas sob um pé de amora em frente à casa (foto no alto da página).

O caso
Sidnei invadiu a festa de réveillon que ocorria na casa da família da ex-mulher. Ele pulou o muro da residência onde as pessoas estavam e abriu fogo com uma pistola. Em seguida, se matou com um tiro na cabeça. Um carregador extra com munição foi encontrado junto ao corpo.

Segundo a Polícia Militar de Campinas, o autor do crime estava em processo de separação da esposa. O crime ocorreu na Rua Pompílio Morandi, próximo ao Shopping Unimart, pouco antes de meia-noite.

 

 

 

 

 

 

 

COMENTE

chacina em campinas
comunicar erro à redação