*
 

O Ministério Público denunciou Dilmas Roque, secretário de Turismo da cidade de Canindé de São Francisco (SE), pela morte do ator Domingos Montagner, em setembro. Segundo a decisão de Emerson Oliveira Andrade, promotor do município, a falta de sinalização no lugar conhecido como Prainha, onde Montagner se afogou, foi determinante para a tragédia. As informações são da página “Na Telinha”, do portal “UOL”.

A denúncia de Andrade já foi encaminhada para a fase de apuração de provas pelo juiz de Canindé, Paulo Roberto Fonseca. O promotor argumenta que decisões de Dilmas Roque podem ter contribuído para a morte do ator.

“Seu comportamento anterior (retirada de boias, das placas de sinalizações e demissão dos guardas vidas) criou o risco da ocorrência do resultado ao liberar a área para banho, sem atender os deveres objetivos de cuidados, sem tentar impedir a ocorrência de resultados danosos, cuja ação resultou na morte do ator Domingos Montagner”, lê-se na denúncia.

 

 

COMENTE

rio são franciscovelho chicoDomingos Montagnercanindé de são franciscoDilmas Roque
comunicar erro à redação