*
 

Executivos da Andrade Gutierrez acusam o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), Jonas Lopes de Carvalho, de ter se beneficiado do esquema de propinas que anteontem levou à prisão o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB). A informação foi divulgada ontem pelo jornal O Globo. O TCE-RJ negou a acusação, classificada como “calúnia”.

Segundo o jornal carioca, o executivo Andrade Gutierrez Clóvis Renato Primo afirmou que Wilson Carlos, então secretário de Governo da gestão Cabral, ordenou que a empreiteira pagasse ao TCE-RJ 1% do valor do contrato para reforma do Maracanã.

 

 

COMENTE

andrade gutierrezSérgio Cabral
comunicar erro à redação